Austrália: Ex-atacante de Grêmio e Corinthians, Bobô comemora aproveitamento recorde com a camisa do Sidney

Com a camisa da equipe australiana, o atacante entrou em campo por 48 oportunidades e obteve como retrospecto 37 vitórias, 8 empates e 3 derrotas

Austrália: Ex-atacante de Grêmio e Corinthians, Bobô comemora aproveitamento recorde com a camisa do Sidney
Com Bobô em campo, o Sidney FC tem um aproveitamento superior a 90% dos pontos disputados - Crédito: Divulgação

Da Redação
Sidney, AUS, 29 de dezembro de 2017

Uma temporada daquelas. De arrepiar. E Bobô, ex-jogador de equipes como Corinthians e Grêmio, vai se tornando ídolo do Sidney FC, equipe australiana. Não à toa. O atacante tem uma marca que impressiona. Quando marca ou dá assistência para o companheiro marcar, o Sidney FC é simplesmente implacável. Nos 24 jogos que Bobô teve participação direta em gols o time não foi derrotado.

São 24 jogos, com 21 vitórias e três empates. Um aproveitamento superior a 90%. “É algo que realmente me impressionou. Eu nem sabia. Mas é algo de outro mundo. E muito legal. Como sou o homem de frente, o atacante, geralmente estou nos momentos de finalizações, que decidem os jogos. E venho me sentindo muito bem. É impressionante realmente esse número. Espero continuar assim iluminado”, afirmou.

“No começo, tive dificuldade na adaptação. Por não saber como funcionava aqui… Os caras não têm muita habilidade para driblar, mas tem um toque de bola e uma disciplina tática muito grandes. Ano passado fomos campeões da liga, fui artilheiro do time, quebrando todos os recordes. Esse ano já ganhamos a Copa da Austrália (F.A Cup), estamos em primeiro na Liga, a cinco pontos do segundo. Fiz dez gols em 12 jogos”, explicou.

Recentemente, aliás, Bobô fez uso de seu pé quente. Na final da FFA Cup no fim de novembro, marcou um gol. E claro, o Sidney FC venceu e foi campeão. Até porque o tento saiu já na prorrogação, despachando o Adelaide e ficando com o título. No campeonato australiano, a equipe do brasileiro lidera com folga.

“É um momento muito bom meu. Tanto dentro quanto fora de campo. E isso influencia. Estou muito feliz aqui na Austrália. Minha família está super adaptada e curtindo também o país. O torcedor aqui me adora, me trata super bem. Tenho que retribuir e é isso que venho fazendo”, finalizou.

 

Recomendadas