França: Marquinhos comemora 4 anos da primeira convocação para Seleção Brasileira

Zagueiro também aborda início arrasador do PSG, destaca maturidade do elenco e projeta evolução da equipe parisiense

França: Marquinhos comemora 4 anos da primeira convocação para Seleção Brasileira
Marquinhos é um dos destaques do francês PSG nesta temporada - Crédito: C. Gavelle

Da Redação
Paris, FRA, 27 de outubro de 2017

Há quatro anos, o zagueiro Marquinhos foi convocado pela primeira vez para a Seleção Brasileira principal. O técnico Luiz Felipe Scolari abriu as portas ao garoto de 19 anos que ganhava espaço no futebol europeu defendendo o Paris Saint-Germain.

“Até hoje recordo com carinho daquele dia. Foi um momento marcante, inesquecível. Lembro de uma gritaria em casa, pura emoção e alegria. Pouco tempo antes, eu assistia os jogos da Seleção e via meus ídolos. Mas naquele momento eu passava a fazer parte do grupo. Foi a materialização de um sonho”, relembrou.

Na campanha vitoriosa do Brasil nas Eliminatórias para a Copa do Mundo, Marquinhos esteve presente em todas convocações. Levando em consideração apenas 2017, foram seis jogos, com quatro vitórias e dois empates. Na vitória contra o Chile por 3 a 0 no Allianz Parque, o defensor vestiu a braçadeira de capitão pela primeira vez.

“Sou grato a tudo que vem acontecendo na minha vida, e trabalho com empenho para dar sequência e retribuir a confiança e o carinho que recebo. Ter usado a faixa de capitão em São Paulo, minha cidade natal, foi realmente inesquecível, um verdadeiro presente do Tite. A cada dia meu sonho de disputar uma Copa do Mundo fica mais próximo. Sei da responsabilidade e quero estar preparado”, concluiu.

O início do calendário Europeu 2017/2018 tem sido muito especial para o zagueiro Marquinhos. Prestes a se tornar pai pela primeira vez, o defensor é uma das principais referências do clube. O time está invicto na Ligue 1 e também na Champions. Dos 13 jogos disputados, 10 foram pelo Campeonato Francês (oito vitórias e dois empates). Na Liga do Campeões, são três partidas e três triunfos.

“Sabemos que este grupo tem potencial para fazer história no PSG. Hoje o time é maduro e preparado para grandes jogos. Temos muito potencial a ser explorado e isto é desafiador. Mantendo os pés no chão, temos condições de superar obstáculos, vencer oponentes e alcançar títulos expressivos, como o Campeonato Francês e a Champions”, concluiu.

Recomendadas