Rússia 2018: Bélgica joga muito no primeiro tempo, sofre no segundo, mas bate o Brasil e está na semifinal

Com Fernandinho e Paulinho perdidos e sem proteger os zagueiros, e Lukaku, Hazard e De Bruyne endiabrados, os belgas fizeram 2 a 0 nos 45 minutos inicial. Brasil descontou, com Renato Augusto, e perdeu gols incríveis, mas sucumbiu em Kazan

Rússia 2018: Bélgica joga muito no primeiro tempo, sofre no segundo, mas bate o Brasil e está na semifinal
De Bruyne arranca do meio-campo, deixa Fernandinho para trás e faz o segundo gol da BélgicaCrédito: Divulgação / FIFA

Da Redação
Kazan, RUS, 6 de julho de 2018

O Brasil está fora da Copa do Mundo da Rússia! E tudo pelo vareio tático que a Bélgica deu no primeiro tempo, quando Fernandinho, substituto de Casemiro, e Paulinho, não protegeram os zagueiros e levaram um baile de Lukaku, De Bruyne e Hazard. Os belgas fizeram 2 a 0 e foram tranquilos para o intervalo. Com Firmino na vaga de Willian, e depois Douglas Costa no lugar de Gabriel Jesus, a Seleção Brasileira mandou na etapa final, descontou com Renato Augusto, que substituiu Paulinho, e teve chances claras com o próprio Renato Augusto, Philippe Coutinho e Neymar, além de boas defesas de Cortouis. E a seleção belga venceu por 2 a 1, nesta sexta-feira (6/7), em Kazan, pelas quartas de final.

Agora, nas semifinal, a Bélgica enfrenta a França. A partida acontece na próxima terça-feira (10), às 15 horas (de Brasília), em São Petersburgo.

A Bélgica confundiu a marcação brasileira com De Bruyne arrancando pelo meio campo e abrindo Hazard e Lukaku pelos lados. Fernandinho, além de errar passes e não marcar ninguém, jamais protegeu a zaga. Paulinho, feito barata tonta, não marcava ninguém, deixando Miranda e Thiago Silva isolados na marcação e combate. Logo aos dois minutos, De Bruyne, de fora da área, assustou Alisson.

A Seleção Brasileira respondeu aos sete minutos, em cobrança de escanteio de Neymar, Miranda desviou no primeiro pau, a bola explodiu em Thiago Silva, bateu na trave e foi para fora. Depois, aos nove minutos, foi a vez de Paulinho errar o chute a gol. A Bélgica, na primeira jogada de bola parada, abriu o placar. Aos 12, após cobrança de escanteio, Company desviou no primeiro pau, Fernandinho errou a cabeçada, a bola tocou em seu ombro e matou Alisson: 1 a 0.

Depois de Philippe Coutinho exigir boa defesa de Courtois, aos 18, e Marcelo fazer o goleiro belga trabalhar aos 25, a Bélgica ampliou aos 30 minutos. De Bruyne arrancou do meio-campo, levou a melhor em cima de Fernandinho e, de fora da área, acertou lindo chute: 2 a 0. Philippe Coutinho, aos 36, exigiu outra boa defesa de Courtois.

Na etapa final, com Firmino na vaga de Willian, e pouco depois com Douglas Costa no lugar de Gabriel Jesus, o Brasil mandou na partida, embora pecasse muitas vezes pelos erros de passe. Até que aos 30 minutos, Renato Augusto, que havia entrado no lugar do apático Paulinho, recebeu lindo passe de Philippe Coutinho e, de cabeça, descontou.

Assustada, a Bélgica recuou e o Brasil tomou conta da partida. Aos 32, em passe de Neymar, Firminou chutou para fora. Aos 35, livre na entrada da área, Renato Augusto chutou rente a trave. Aos 38, Philippe Coutinho exigiu boa defesa de Cortois, enquanto aos 45, Neymar chutou e o goleiro belga foi buscar, espalmando para escanteio.

FICHA TÉCNICA

BRASIL 1 x 2 BÉLGICA

Local: Arena Kazan, em Kazan (Rússia)
Árbitro: Milorad Mazic (Sérvia)
Público: 42.873 pessoas
Cartões amarelos: Fernandinho e Fagner (Brasil); Alderweireld e Meunier (Bélgica)

Gols: Fernandinho, contra, aos 12; e De Bruyne, aos 30 minutos do primeiro tempo. Renato Augusto, aos 30 minutos do segundo tempo

BRASIL
Alisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Fernandinho, Paulinho (Renato Augusto), Willian (Firmino), Philippe Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus (Douglas Costa)
Técnico: Tite

BÉLGICA
Courtois; Alderweireld, Kompany e Vertonghen; Fellaini, Witsel, Meunier e Chadli (Vermaelen); De Bruyne, Lukaku (Tielemans) e Hazard
Técnico: Roberto Martínez

 

Recomendadas