Rússia 2018: Bert van Marwijk destaca evolução do futebol da Austrália nesta edição da Copa do Mundo

Técnico holandês elogiou a dedicação e desempenho dos australianos no Mundial que está sendo realizado na Rússia

Rússia 2018: Bert van Marwijk destaca evolução do futebol da Austrália nesta edição da Copa do Mundo
Bert van Marwijk aponta evolução do futebol da Austrália em despedida da Copa do Mundo da Rússia - Crédito: Divulgação / FIFA.com

Da Redação
Sochi, RUS, 26 de junho de 2018

Nem tudo está perdido. Foi dessa forma que o técnico holandês Bert van Marwijk definiu a participação da seleção da Austrália na Copa do Mundo da Rússia. O comandante do selecionado da Oceania destacou a evolução do futebol apresentado pelos atletas daquele país em relação a participações anteriores no Mundial. Na despedida, o time da terra do “Canguru” perdeu por 2 a 0 para o Peru.

“Gostei do período em que trabalhei com esses caras. Eu aprendi com eles e aprendi com a mentalidade deles. A maneira como eles melhoraram, você não vê isso muitas vezes nesse nível. Espero que tenham aprendido alguma coisa nos últimos meses”, declarou Bert van Marwijk, técnico da Austrália.

A Austrália entrou em campo diante dos peruanos com a possibilidade de conquistar uma das duas vagas do grupo C para a próxima fase. Entretanto, o comandante da seleção australiana revelou certo desânimo de seus comandados com o resultado da partida entre Dinamarca e França, que ao empatar em 0 a 0 garantiu as duas seleções na etapa seguinte.

“É um pouco diferente depois desse jogo. Ouvi dizer que a Dinamarca tinha empatado, por isso, mesmo que vencêssemos por três ou quatro gols, isso não teria importado, para além dos sentimentos dos jogadores. Eles podem aprender com coisas boas, mas também de um momento ruim”, encerrou.

Depois de perder por 2 a 0 para o Peru nesta terça-feira, 26, no estádio Olímpico, em Sochi (RUS), a Austrália encerrou sua participação nesta edição da Copa do Mundo, que está sendo realizada na Rússia, na 4ª colocação do grupo C com 1 ponto conquistado. O selecionado da Oceania marcou dois gols na competição, todos com Jedinak, e sofreu outros cinco gols.

Recomendadas