Rússia 2018: Modric e Rakitić ressaltam orgulho pela conquista do vice-campeonato da Copa do Mundo pela Croácia

Com população aproximada de 4 milhões de habitantes, o pequeno país da Europa chegou a 1ª final de Copa do Mundo em 5 participações

Rússia 2018: Modric e Rakitić ressaltam orgulho pela conquista do vice-campeonato da Copa do Mundo pela Croácia
Luka Modric foi eleito o melhor jogador da Copa do Mundo da Rússia - Crédito: Divulgação / hns-cff.hr

Antônio Boaventura
Moscou, RUS, 15 de julho de 2018

Mesmo sem a conquista do inédito título da Copa do Mundo, a Croácia escreveu de forma história seu nome na rica história da principal competição de futebol do planeta. A derrota por 4 a 2 para a França na grande decisão neste domingo, 15, representou a conquista do vice-campeonato e a melhor campanha do país no torneio. Antes, os croatas tinham como maior retrospecto o 3º lugar na Copa da França de 1998.

“Estamos orgulhosos de como nós jogamos, mas também triste porque perdemos. Este é o maior sucesso do futebol croata, e provavelmente do desporto em geral. Mas é normal estamos tristes depois de perder finais com um jogo tão bem apresentado. Não é fácil ter de correr atrás quando está em desvantagem. Nós tentamos e podemos ir de cabeça erguida”, disse o meia-atacante Luka Modric.

Aliás, o camisa 10 da Croácia ganhou o prêmio de melhor jogador da Copa do Mundo da Rússia. O atleta do Real Madrid (ESP) marcou dois gols naquele mundial – contra a Nigéria, de pênalti, e Argentina. Entretanto, ele afirma que seu propósito era retornar para seu país com a conquista inédita da Copa do Mundo.

“Claro que estou feliz e orgulhoso da Bola de Ouro, mas eu seria mais feliz se nós ganhamos a Copa do Mundo. Agradeço aos meus companheiros, porque sem eles a tais prêmios não viriam. Mas nós só tínhamos um pequeno consolo depois de uma derrota”, falou o croata após a decisão.

Já o meio-campista Ivan Rakitić, que defende as cores do Barcelona (ESP), destacou a torcida de outros países para a Croácia no decorrer da disputa da Copa do Mundo. “Queríamos muito estar aqui [final da Copa do Mundo]. O mundo inteiro estava fascinado por nós e é o nosso maior orgulho. Estamos ansiosos para retornar à Croácia”, concluiu.

Recomendadas