Rússia 2018: Nem o frango de Muslera tira o mérito da França, que vence Uruguai e garante vaga na semifinal

A Celeste Olímpica foi valente, como de costume. E jogou sem o artilheiro Cavani, contundido. Mas a seleção francesa mostrou a sua força e, merecidamente, venceu os uruguaios por 2 a 0, gols de Varane e Griezmann, carimbando vaga na semifinal

Rússia 2018: Nem o frango de Muslera tira o mérito da França, que vence Uruguai e garante vaga na semifinal
Muslera, goleiro do Uruguai e Galatasaray-TUR, comete erro bisonho e a França, com Griezmann, faz o segundo golCrédito: Divulgação / FIFA

Da Redação
Nijni Novgorod, RUS, 6 de julho de 2018

A França é a primeira semifinalista da Copa do Mundo da Rússia. Neste sábado (6/7), jogando no estádio Níjni Novgorod, na Rússia, a seleção francesa mostrou toda a sua superioridade em cima do aguerrido Uruguai, que não teve Cavani, contundido, em campo, e venceu por 2 a 0, gols de Varane e Griezmann. Nem o frango sofrido pelo goleiro uruguaio, no segundo gol, quando deixou a bola passar de maneira bisonha, a popular mão de alface, tira o mérito dos franceses, que foram superiores do início ao fim da partida.

A seleção francesa agora espera o vencedor do duelo entre Brasil e Bélgica, nesta sábado à tarde, para saber quem será o seu adversário na semifinal. A partida está marcada para a próxima terça-feira (10), às 15 horas, em São Petersburgo.

O Uruguai perdeu muito força ofensiva sem contar com Cavani. Por mais que tenha se esforçado, e tentando finalizar com perigo, reconhecidamente Stuani não tem a mesma competência e categoria. O técnico Óscar Tabarez optou por formação com Nández, Torreira, Vecino e Laxalt, com Suárez se movimentando e Stuani um pouco mais centralizado. Já a França, com Tolisso na vaga de Matuidi, suspenso, manteve a elegância do seu meio de campo.

Logo aos quatro minutos, Stuani assustou o goleiro Lloris. O troco francês veio aos 14, quando Giuroud ajeitou de cabeça e o garoto prodígio Mbappé cabeceou mal e perdeu o gol. Apesar de dominar a partida, com troca de passes e velocidade, a França só abriu o placar em linda jogada ensaiada em cobrança de falta. Aos 39 minutos, Griezmann cobrou no primeiro pau, o zagueiro Varane fugiu da marcação, antecipou e deu linda cabeçada: 1 a 0.

A grande chance de chegar ao empate transformou o goleiro Lloris em fenômeno, fazendo até aqui a principal defesa da Copa do Mundo de 2018. Aos 43 minutos, após cobrança de falta, Cáceres cebeceou certeiro, o camisa 1 francês fez defesa espetacular. No rebote, o zagueiro Godin encheu o pé já com o arrojo do goleiro, saindo em cima da bola, que foi para fora. Jogada espetacular!

No segundo tempo, já com Maxi Gomez e Cristian Rodríguez nas vagas de Stuani e Bentancurt, o Uruguai tentou ser mais agressivo. Mas a França liquidou a partida em falha bisonha do goleiro Muslera. Aos 15 minutos, em chute despretensioso de Griezmann, de fora da área, a bola fez pequena curva, é verdade, mas o camisa 1 uruguaio foi errado na bola, que tocou nas suas mãos e foi morrer no fundo da rede. Frangaço, que resultou no 2 a 0.

Desanimado com o segundo gol, o Uruguai demorou a se encontrar no jogo. Houve algumas confusões, cartões amarelos e ameaças bobas de parte a parte. Mas nada de muito grave. Aos 27 minutos, Tolisso, de fora da área, tentou fazer golaço para a França. E não conseguiu.

FICHA TÉCNICA

URUGUAI 0 X 2 FRANÇA

Local: Estádio de Níjni Novgorod, em Nizhegorodskaya (Rússia)
Árbitro: Néstor Pitana (Argentina)
Público: 43.319 torcedores
Cartão Amarelo: Rodrigo Bentancur e Cristian Rodríguez (Uruguai); Lucas Hernández e Kylian Mbappé (França)
Gols: Varane, aos 39 minutos do primeiro tempo. Griezmann, aos 15 minutos do segundo tempo

URUGUAI
Muslera; Giménez, Cáceres, Godín e Bentancur (Cristian Rodríguez); Torreira, Vecino, Nández (Urretaviscaya) e Laxalt; Stuani (Maxi Gomez) e Suárez
Técnico: Óscar Tabárez

FRANÇA
Lloris; Pavard, Varane, Umtiti e Hernández; Kanté, Pogba e Tolisso (Nzonzi); Griezmann (Fekir), Giroud e Mbappé (Dembélé)
Técnico: Didier Deschamps

Recomendadas