Série A: Chapecoense vence o Atlético-PR, de virada, e manda o Vasco para zona do rebaixamento

Mudança nas últimas colocações do Brasileiro! Com a vitória em cima do Furacão por 2 a 1, a Chape deixou a zona do rebaixamento e mandou para o seu lugar o time de São Januário. Já o Rubro Negro paranaense segue próximo da ZR

Série A: Chapecoense vence o Atlético-PR, de virada, e manda o Vasco para zona do rebaixamento
Com marcação implacável da Chapecoense, o Atlético-PR perdeu a partida e ficou em situação delicada na tabelaCrédito: Miguel Locatelli / Site Oficial

Da Redação
Chapecó, SC, 13 de setembro de 2018

A Chapecoense deu um bico na crise e o técnico Guto Ferreira vai conseguir trabalhar um pouco menos pressionado. Nesta quinta-feira (13/9), na Arena Condá, em Chapecó, em partida adiada válida pela 20ª rodada, a Chape venceu o Atlético-PR, de virada, por 2 a 1, deixou a zona do rebaixamento e mandou para lá o Vasco da Gama.

O Atlético-PR saiu na frente do placar, gol de Pablo, aos 15 minutos do segundo tempo. Porém, aos 32, Bruno Silva cruzou a bola na área e Bruno Guimarães, na tentativa de desviar, marcou contra: 1 a 1. Já aos 42, e novo cruzamento de Bruno Silva, o atacante Leandro Pereira decretou a virada: 2 a 1

Com o resultado,  a Chapecoense chegou aos 25 pontos, deixou a zona do rebaixamento passando para a 16ª colocação. Quem ficou em seu lugar, na 17ª posição, foi o Vasco, com 24 pontos. O Atlético-PR, com 27 pontos, está no 14º lugar.

O primeiro tempo foi bastante equilibrado. Aos 13 minutos, Raphael Veiga bateu rasteiro, mas o goleiro Jandrei defendeu. Victor Andrade teve duas oportunidades para a Chapecoense, aos 15 e 16, mas mandou a bola para fora.

Bruno Guimarães foi protagonista da jogada mais bonita do primeiro tempo. Aos 23 minutos, ele fez fila na defesa adversária e foi derrubado na área. A bola sobrou para Raphael Veiga, que chutou rasteiro e Jandrei defendeu. Os jogadores do Atlético reclamaram de pênalti não marcado pela arbitragem.

Aos 34 minutos, Veiga cobrou escanteio e Thiago Heleno desviou de cabeça e a mandou para fora. Dois minutos depois, Santos fechou a meta do Atlético. Diego Torres cobrou falta perigosa, mas o goleiro atleticano fez a defesa.

Na etapa final, logo aos três minutos, Diego Torres cobrou falta perigosa para a Chapecoense. Cinco minutos depois, Leandro Pereira desviou a bola de cabeça com perigo.

O Furacão abriu o placar aos 15 minutos. Renan Lodi fez cruzamento perfeito da esquerda e Pablo cabeceou com precisão no canto direito do goleiro: 1 a 0. Dois minutos depois, quase saiu o segundo gol atleticano. Rony bateu de fora da área, mas o goleiro da Chapecoense fez a defesa.

A Chapecoense empatou a partida aos 32 minutos. Bruno Silva avançou pela direita e cruzou rasteiro. Bruno Guimarães tentou cortar, mas marcou contra: 1 a 1. Aos 42 veio a virada. Após o cruzamento de Bruno Silva, Leandro Pereira cabeceou para marcar: 2 a 1.

Ficha técnica

Chapecoense 2 x 1 Atlético Paranaense

Campeonato Brasileiro –  20ª rodada
Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza, auxiliado por Marcelo Van Gasse e Alex Ang Ribeiro, todos de SP
Cartões amarelos: Bruno Guimarães, Pablo e Diego
Gols: Pablo, aos 15; Bruno Guimarães (contra), aos 32; e Leandro Pereira, aos 42 minutos do segundo tempo

Chapecoense
Jandrei; Eduardo, Thyere, Nery e Bruno Pacheco; Elicarlos, Márcio Araújo (Canteros), Doffo (Bruno Silva) e Diego Torres (Yann Rolim); Victor Andrade e Leandro Pereira
Técnico: Guto Ferreira

Atlético-PR
Santos; Diego, Thiago Heleno, Léo Pereira e Renan Lodi; Wellington e Bruno Guimarães (Anderson Plata); Rony (Matheus Rossetto), Raphael Veiga (Bergson) e Marcinho; Pablo
Técnico: Tiago Nunes

Fonte: assessoria de imprensa do Atlético-PR

Recomendadas