Série A: Depois de ser vilão, Rodrigo Lindoso agora vira herói da vitória do Botafogo diante do América-MG

O céu e o inferno estão muito próximos no mundo do futebol. Perder um pênalti e se culpar pela derrota para o Fluminense deixou a sua semana intranquila, na rodada passada. Mas neste domingo, em casa, o volante fez o gol da vitória e se redimiu

Série A: Depois de ser vilão, Rodrigo Lindoso agora vira herói da vitória do Botafogo diante do América-MG
Rodrigo Lindoso deu a volta por cima e comemorou em grande estilo ao lado dos torcedores do BotafogoCrédito: Vitor Silva / SS Press / Botafogo

Da Redação
Rio de Janeiro, RJ, 16 de setembro de 2018

Rodrigo Lindoso foi para casa amargando o papel de vilão, na rodada passada do Campeonato Brasileiro, na derrota para o Fluminense por 1 a 0. Cobrador oficial de pênaltis do Botafogo, ele desperdiçou uma cobrança, sua equipe perdeu e ficou próxima da zona do rebaixamento. Foi o que bastou para a pressão aumentar em sua cabeça. Mas no futebol o céu e o inferno estão sempre muito próximos. E, neste domingo pela manhã (16/9), na rodada seguinte, a 25ª, o volante marcou o gol da vitória por 1 a 0 em cima do América-MG, no Estádio Nilton Santos.

Com o apoio de mais de 25 mil torcedores, que empurraram o Botafogo o tempo todo para cima do América-MG , Rodrigo Lindoso, que marcou no primeiro tempo, virou herói. Teve o seu nome gritado e deixou o campo com o dever cumprido, a tradicional volta por cima. O Fogão chegou a 29 pontos no Campeonato Brasileiro e se afastou da zona do rebaixamento.

“Só eu e minha família sabemos o que passei durante a semana. O peso da derrota diante do Fluminense caiu todo em minhas costas. Sou o cobrador oficial de pênaltis do Botafogo e por isso fiz a cobrança. Mas hoje fui premiado pelo esforço. No gol, quando eu bati na bola, ela desviou no zagueiro. Mas o árbitro viu meu esforço e me premiou com o gol´´, festejou Rodrigo Lindoso.

O JOGO

Com promoção, convocação e horário agradável, o Estádio Nilton Santos recebeu bom público. Uma torcida que foi disposta a jogar junto o tempo todo e viu o Botafogo determinado e consciente no primeiro tempo.

Logo aos 2 minutos, o Fogão teve a primeira chance. Rodrigo Lindoso apareceu no setor ofensivo e tocou para Leo Valencia bater colocado, sobre o gol. O América-MG entrou bem fechado, equilibrou as ações e levou perigo em chute de Wesley rente à trave aos 15.

O Botafogo começou a ameaçar no jogo aéreo. Aos 21, Rabello ganhou no alto e Carli cabeceou por cima. Aos 24, saiu o gol! Luiz Fernando fez boa jogada, Marcinho cruzou na medida e Rodrigo Lindoso cabeceou para a rede. Botafogo 1 x 0 América-MG!

Em seu melhor momento, o Botafogo reclamou que Messias poderia ter sido expulso por agarrar a bola após escorregar. Leo Valencia sairia livre na cara do gol. O Botafogo teve outras investidades, com Marcinho, Luiz Fernando, Valencia e Kieza, sem sucesso.

No segundo tempo, o Botafogo não teve tanto domínio e chances. O time se fechou bem e tentou matar o jogo nos contra-ataques. Aos 5, Lindoso bateu cruzado da esquerda e João Ricardo pegou. Aos 13, Luiz Fernando cabeceou por cima.

O América-MG, a esta altura mais ofensivo que no início da partida, assustou. Aos 8, Luan finalizou cruzado para fora. Aos 21, após cruzamento da esquerda, Moisés cortou, a bola bateu em Saulo e saiu.

No lado alvinegro, as oportunidades vieram com Aguirre. Na primeira, não conseguiu cabecear com a força necessário. Na segunda, após bom passe de Leo Valencia, finalizou sobre o gol.

No fim, Luan e Gilson (no banco) foram expulsos, o Botafogo controlou o jogo e segurou a importante vitória!



Fonte: assessoria de imprensa do Botafogo

Recomendadas