Série A: Róger Guedes vai para Shandong Luneng, da China! Palmeiras, Galo e Criciúma partilham lucro

Nesta quinta-feira (12/7), o Palmeiras negociou Róger Guedes com o Shandong Luneng, da China, por 9,5 milhões de euros (aproximadamente R$ 43 milhões). Verdão fica com 4,3 milhões de euros, Galo com 2,5 milhões e Criciúma com 2,7 milhões

Série A: Róger Guedes vai para Shandong Luneng, da China! Palmeiras, Galo e Criciúma partilham lucro
Róger Guedes já foi liberado pelo Atlético-MG para se apresentar imediatamente ao Shandong Luneng, da ChinaCrédito: Divulgação / Atlético-MG

Da Redação
São Paulo, SP, 12 de julho de 2018

O Palmeiras fechou a porta para o interesse de clubes chineses no futebol do atacante Dudu. Mas não fez a mesma força para segurar Róger Guedes, que estava emprestado para o Atlético-MG até o final da temporada, e tinha grande parte dos direitos econômicos pertencente ao Criciúma, que disputa a Série B do Campeonato Brasileiro.

Nesta quinta-feira (12/7), o Palmeiras negociou em definitivo Róger Guedes com o Shandong Luneng, da China. O valor da negociação foi 9,5 milhões de euros (aproximadamente R$ 43 milhões).

O Palmeiras, dono de 25% dos direitos econômicos do jogador, levará 45,26% do valor total: 4,3 milhões de euros (R$ 19,5 milhões). O Atlético-MG, além dos 5% do valor de taxa de vitrine por ter o empréstimo do jogador, conseguiu barganhar para liberá-lo e embolsou 2,5 milhões de euros (R$ 11,3 milhões).

Já o Criciúma, por ter 75% dos direitos econômicos de Róger Guedes, arrecadou 2,7 milhões de euros (R$ 12,2 milhões).

A janela na China fecha nesta sexta-feira. E para o negócio não emperrar, o Shandong Luneng, só para efeito de papelada, está levando Róger Guedes por empréstimo. Porém, a negociação foi em definitiva, e o jogador não volta mais para o futebol brasileiro. Inclusive ele já foi liberado pelo Atlético-MG.

Quem vai ficar com uma parte do dinheiro que será arrecadado pelo Palmeiras é o ex-presidente Paulo Nobre. Na oportunidade, ele pagou R$ 2,5 milhões ao Criciúma para comprar 25% dos direitos econômicos, em 2016. Agora, ele será restituído, com uma pequena correção, conforme ficou estipulado em contrato na oportunidade.

Recomendadas