BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Copa do Brasil: Lucas Paquetá celebra importante gol marcado no Maracanã: “Foi um sonho realizado”

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
Rio de Janeiro, RJ, 08 de setembro de 2018

Mesmo sem sentir o sabor da vitória na primeira partida da decisão da Copa do Brasil, a noite desta quinta-feira, 07, no Maracanã teve um gosto especial para o jovem atacante Lucas Paquetá. Com apenas 20 anos, o meio-campista de origem que tem atuado como centroavante sob o comando de Reinaldo Rueda anotou o gol rubro-negro no empate por 1 a 1 diante do Cruzeiro.

“Me sinto à vontade por estar em campo. Quero jogar, brigar, ajudar o Flamengo. Tive mais uma oportunidade ali na frente. Minha posição de origem é no meio-campo, mas onde o professor quiser me botar darei meu melhor”, declarou Lucas Paquetá.

Mais uma oportunidade de atuar no comando de ataque foi dada ao Garoto do Ninho por Rueda, posição na qual o novo “falso 9” rubro-negro tem demonstrado estar cada vez mais habituado. Com mais uma atuação consistente, coroada com um gol. Apesar da insatisfação com o resultado final, Paquetá mostrou-se feliz por realizar o sonho de botar a bola no fundo das lendárias redes do Maracanã diante da Nação.

“É um sonho de criança, desde pequeno imaginando jogar pelo Flamengo no Maracanã. Hoje fui feliz por fazer o gol. Fico triste pelo resultado, mas acho que fizemos uma excelente partida. Com muita entrega e raça, como a torcida gosta de ver. É continuar trabalhando e concentrado para fazermos um bom jogo lá e sairmos campeões”, projetou, enaltecendo a nova chance recebida.

O camisa 39 lamentou o gol sofrido na parte final da partida, que decretou a igualdade no placar. No entanto, Paquetá exalta o desempenho da equipe, frisando a garra demonstrada por todos os que participaram do confronto. “Poderíamos ter saído com a vitória, mas faz parte de um jogo de futebol, de uma final. Estamos exaltando nosso trabalho, nossa entrega dentro de campo, e temos mais um jogo para darmos nosso melhor mais uma vez”, comentou.

Mesmo com a pouca idade, o camisa 39 não sentiu-se pressionado ao jogar diante de um estádio lotado, ressaltando a importância do torcedor que apoiou o Mais Querido durante toda a partida. “A torcida não pressiona, ela incentiva. Foi um sonho realizado. Fico feliz por ter participado dessa final, pelo gol. Agora é continuar trabalhando. Fizemos uma excelente partida e agora é decidir o jogo na casa deles”, encerrou.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_