BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Série A: Time de Parque São Jorge é a maior vítima do meia peruano Cueva

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
São Paulo, SP, 23 de setembro de 2017

O clássico contra o Corinthians é muito especial para o meio-campista Cueva. Apesar de estar há pouco tempo no clube – ele chegou durante a temporada de 2016 –, o peruano já tem recordações importantes do Majestoso. Logo em seu primeiro clássico com o arquirrival, no dia 17 de julho de 2016, pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro, o meia marcou pela primeira vez com a camisa do São Paulo.

Na ocasião, Cueva arrancou com a bola, se livrou da marcação e só foi parado com falta dentro da área. O peruano assumiu a responsabilidade da cobrança e marcou, de pênalti, o gol são-paulino no empate por 1 a 1, na casa do adversário. E se no duelo do primeiro turno ele já havia se destacado, no returno sua atuação foi ainda melhor. No dia 11 de novembro de 2016, em um Morumbi lotado, o meia só não fez chover no Majestoso. Foi uma das melhores exibições do peruano com o manto tricolor.

Principal destaque do time, Cueva abriu o placar em uma cobrança de pênalti desconcertante, quando deu uma cavadinha espetacular. Se não bastasse isso, ainda comandou a equipe e deu assistências para os outros três gols do time, marcados por David Neres, Chavez e Luiz Araújo. Após a goleada por 4 a 0, o peruano deixou o gramado ovacionado.

Com os dois gols marcados contra o rival no Campeonato Brasileiro de 2016, Cueva fez do Corinthians a sua maior vítima atuando pelo São Paulo. Hoje, o adversário divide este posto com a Chapecoense e a Ponte Preta, também vazadas duas vezes.

Além das boas histórias de 2016, vale lembrar ainda que em janeiro deste ano o camisa 10 conquistou o título da Florida Cup, torneio de pré-temporada disputado nos Estados Unidos, após eliminar o River Plate nas semifinais e vencer o arquirrival em disputa de pênaltis na grande decisão.

Mesmo com tantas recordações e após uma boa apresentação contra o Vitória, na última rodada, quando fez um gol olímpico e deu uma assistência, Cueva não está garantido no clássico deste domingo. Ele ainda briga por um lugar no time. Mas seja como titular ou entrando no decorrer do jogo, o peruano tem tudo para ser uma das armas do técnico Dorival Júnior para ajudar o São Paulo a vencer o Majestoso e quem sabe escrever mais um importante capítulo na história deste grande confronto.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_