BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Sul-Americana: Autor do gol da classificação, Arão destaca entrega coletiva: “Não deixamos de lutar”

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
Rio de Janeiro, RJ, 02 de novembro de 2017

Uma falta em Vinicius Junior pelo lado direito fez toda equipe rubro-negra partir para a área. Então, aos 38 minutos, Pará olhou e cobrou com perfeição na direção certa. Willian Arão subiu como se não houvesse mais ninguém ao seu lado e, soberano no alto, testou a bola para o fundo da rede, marcando o empate do Flamengo no Maracanã.

Após a comemoração no apito final, o jogador falou com a imprensa na zona mista e comemorou a classificação do Mais Querido. “Flamengo em primeiro lugar sempre. Classificar é importante independente de quem fez o gol, principalmente do jeito que foi”.

“Estávamos atrás por dois gols, buscamos e não deixamos de lutar em momento nenhum. Todos estão de parabéns, inclusive a torcida que cantou mais alto todas as vezes que tomamos os gols. Isso nos deu força para corrermos atrás do placar”, disse Arão.

Esse foi o quarto gol do volante contra o Fluminense, sendo três apenas em 2017. Nas outras oportunidades, o Mais Querido empatou contra a equipe tricolor em três delas (3 a 3 pela final da Taça Guanabara e 1 a 1 pela Taça Rio 2017), além de uma vitória (2 a 1 pelo Carioca de 2016). “Fico muito feliz por fazer o gol. Já fiz alguns contra o Fluminense e fico feliz por conseguir mais um com o Maracanã cheio”.

“O mais importante é que pude ajudar o time a se classificar. A torcida foi fundamental. Depois do terceiro gol deles, estávamos desistindo e vimos o apoio do lado de fora. Isso foi bastante importante para nós. Mostramos raça, vontade, não desistimos e fomos atrás do placar”, celebrou o camisa 5.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_