BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Série A: Valentim prega pés no chão diante da importância do clássico contra o Corinthians: ‘Pensar jogo a jogo’

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
São Paulo, SP, 04 de novembro de 2017

Com as atenções voltadas à partida contra o Corinthians neste domingo, 05, na casa do rival, o elenco palestrino teve uma “semana cheia” para trabalhar fundamentos e se preparar taticamente para o Derby – o último dos 100 anos do clássico. O comandante Alberto Valentim destacou a importância do período de treinos, principalmente por contar com o retorno dos jogadores que estavam no departamento médico.

“A cada dia tenho trabalhado mais. Quando se tem uma semana cheia, temos mais tempo para pensar, e isso faz a gente ter coisas a mais para trabalhar. O legal disso é ter mais opções. Tenho um Bruno Henrique que volta, um Guerra que pode ficar à disposição, o mesmo para o Mina, que não foi para o último jogo, o Willian, que também espero contar… Tudo isso faz com que eu trabalhe mais”, disse.

Questionado sobre o confronto direto com o líder do campeonato, o técnico palestrino enalteceu a chance de diminuir a distância na tabela, mas pregou cautela na disputa de posição. “Eu estou vivendo jogo por jogo. Só posso falar de título lá na frente. Tenho de pensar no Corinthians, jogo que pode fazer com que nos distanciemos do terceiro colocado. Não posso pensar lá na frente se domingo tem adversário para jogar”, explicou.

“O que fez com que nós nos aproximássemos do Corinthians foi pensar jogo a jogo. Hoje, o nosso adversário é quem está na nossa frente e precisamos diminuir essa vantagem deles. Terminando esse jogo, independentemente do resultado, se os números ainda forem favoráveis à briga lá na frente, vamos brigar. Lógico que a vitória de um ou outro vai clarear as coisas, mas o campeonato não acaba domingo”, completou Valentim.

Auxiliar técnico do clube desde 2014 (exceto quando dirigiu o Red Bull Brasil no Paulistão de 2017), Alberto tem 15 partidas no comando do Palmeiras e soma nove vitórias, dois empates e quatro derrotas – no período atual, o treinador venceu três duelos e ficou na igualdade em apenas um. Ele credita os bons resultados ao fato de conhecer os atletas que tem em mãos.

“A vantagem, trabalhando como auxiliar, é conhecer bem o elenco, as características dos jogadores, saber quem está ou não está bem, onde e como gosta de jogar… Isso facilita muito. Em qualquer profissão, quanto mais tempo você tem, melhor fica, e hoje me sinto muito mais pronto do que quando cheguei aqui. Muitas coisas continuamos com o Cuca, outras do meu jeito, mas eu já tinha base boa do coletivo por conhecer bem os atletas”, falou.

A boa atuação de Borja nos últimos jogos colocou um ponto de interrogação na cabeça do treinador. Para trazer confiança ao camisa 9 do Verdão, Alberto revelou que teve inúmeras conversas com o colombiano e com o restante do elenco palestrino.

“Gosto de lembrar um pouco o que foi falado com os jogadores. Disse que ‘quanto mais dificuldade eles me colocarem para convocá-los e escalar os 11, quanto mais possibilidade de colocar um ou outro, fazer com que eu quebre a cabeça, mais eu quero isso’. Hoje está acontecendo isso com o Borja. Isso é legal, me faz dormir menos, é uma preocupação boa. A conversa é para que todos estejam prontos para jogar”, finalizou Valentim.

Na 2ª colocação do Campeonato Brasileiro da Série A com 54 pontos conquistados em 31 jogos realizados, o Palmeiras encara neste domingo, 05, ás 17h, na Arena São Paulo, em São Paulo (SP), o Corinthians, 1° colocado na competição nacional com 59 pontos ganhos. A partida é válida pela 32ª rodada da competição nacional. Os sete primeiros colocados garantem vaga na próxima edição da Copa Libertadores.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_