BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Especial: Musa, Gisa Melo destaca aspectos da reestruturação do CSA em cenário nacional

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
Maceió, AL, 11 de novembro de 2017

O torcedor do CSA está em festa com os resultados obtidos pelo clube alagoano nos últimos anos. Na temporada anterior, o Azulão de Alagoas foi vice-campeão da Série D do Campeonato Brasileiro e neste ano sagrou-se campeão da Série C do Campeonato Brasileiro. Para Gisa Mello, musa do clube, a união e superação são aspectos que colaboraram pela chegada à Série B.

“O CSA está caminhando para um futuro brilhante!! Estamos reestruturando o CSA, trabalho de formiguinha mesmo. Mas estamos mostrando que os humilhados estão sendo exaltados! O CSA tem tudo para se tornar um exemplo para o mundo futebolístico, de superação e vontade de vencer!! CSA está mostrando que a frase união e força está cada vez mais presente”, explicou Gisa Mello.

Ela afirmou que o futebol faz parte de sua vida desde os primeiros momentos de sua existência, além de revelar que a paixão de seu pai, Arggeu Pessoa, pelo CSA o influenciou a adotar o Azulão como seu time de coração. Gisa ressalta que também entende de tática e outros formatos desenvolvidos durante os jogos.

“Sou torcedora do CSA desde quando nasci. Meu pai (Dr. Arggeu Pessoa) foi médico do CSA por mais de 10 anos e teve uma grande contribuição no futebol alagoano. Comecei a acompanhar e gostava do ambiente. E foi aí que comecei a perceber as táticas, os jogos. E o futebol começou por ser uma paixão acima de qualquer outra modalidade”, declarou Gisa.

A beldade azulina elegeu alguns momentos que considera marcantes, entre eles está o duelo que rendeu a homenagem para seu pai no duelo contra o CRB em 2007. O outro foi o confronto contra o São Bento de Sorocaba (SP), válido pela semifinal do Campeonato Brasileiro da Série C. A partida terminou 1 a 0 para os paulista, porém, a vaga na final veio no triunfo conquistado nas penalidades.

“Tiveram dois jogos marcantes em minha vida. O jogo que aconteceu após a morte de meu pai em 2007, CRB e CSA, onde o mesmo foi homenageado e nessa oportunidade o CSA ganhou, e a taça com seu nome encontra-se no CT. Eu ia citar nosso campeonato de 2008, mas depois do nosso jogo do acesso a série B não tenho como não dizer que foi um momento marcante para todos os azulinos quiçá no Brasil”, concluiu.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_