BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Estados Unidos: Victor “PC” Giro espera temporada de sucesso para o Orlando City na MLS

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
jogador pc do orlando city com a bola pela mls

Humberto Santillo
Orlando, FL, 1 de março de 2018

A MLS, principal competição de futebol dos Estados Unidos e Canadá, começa no próximo sábado, 03, e o primeiro desafio do Orlando City será em casa, no Orlando City Stadium, contra o DC United. Na temporada passada, a equipe de Orlando teve um desempenho apenas mediano e não conseguiu se classificar para os playoffs. Contudo, a expectativa é que 2018 seja um ano diferente.

Conversamos com o lateral esquerdo Victor Giro, mais conhecido como PC, que falou um pouco sobre as ambições da equipe. O número 94 dos Lions, alusão ao ano de nascimento, também comentou sobre a evolução do futebol nos Estados Unidos.

Para o brasileiro, que passou pelas categorias de base do Timão e chegou a defender a seleção nacional, a equipe de Orlando tem tudo para alcançar uma temporada de sucesso: “O clube está com uma grande expectativa, pelas contratações que fez e pelo desenvolvimento que o time teve na pré-temporada. Então nós estamos esperançosos que seja um grande ano para o Orlando City e o objetivo é pelo menos chegar aos playoffs e a maior ambição é o título”, comentou.

PC também falou sobre a diferença do modo de jogar no Brasil e nos Estados Unidos e do novo estilo de vida que leva: “A principal diferença é a qualidade de vida que o jogador tem nos Estados Unidos. Você pode ter uma vida social, pode andar tranquilo pelas ruas e pode sair para jantar com sua família tranquilamente. É verdade  que ainda existe uma diferença técnica, pequena mas existe. O futebol aqui esta evoluindo muito e podemos ver jogadores experientes e até mesmo jogadores jovens querendo vir para a MLS, isso deixa a liga cada vez mais forte e competitiva”, completou.

Indagado sobre a possibilidade de voltar a atuar no futebol brasileiro, o lateral esquerdo, que também atua no meio e na ponta esquerda em solo americano, foi cauteloso: “Essa pergunta é complicada porque no futebol as coisas mudam muito rápido, mas se for depender da minha vontade e da minha esposa, nós vamos ficar por aqui ou ir para a Europa. Mas como eu falei, as coisas mudam muito no futebol, então isso pertence a Deus”, finalizou.

O jogador é cria do Corinthians e antes de se transferir para o Orlando City, defendeu o Tampa Bay Rowdies e Fort Lauderdale Strikers, ambos também dos Estados Unidos.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_