BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Série B: Rondinelly descarta favoritismo do Guarani no dérbi da próxima semana

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
Campinas, SP, 28 de abril de 2018

Clássico é clássico. A famosa frase resume bem a análise do meia Rondinelly, do Guarani, que pretende evitar a pressão do favoritismo no dérbi diante da rival Ponte Preta, no próximo sábado (5/5), no estádio Brinco de Ouro da Princesa, pela quarta rodada da Série B

“Estamos vivendo uma semana atípica por conta do clássico. Há vários clássicos, mas o dérbi tem calor diferente e nós jogadores estamos sentindo isso por parte do torcedor, que já vem falando desse jogo há muito tempo. É muito bom e todo jogador espera um clássico. É partida que não tem favorito, que não tem time bom e ruim. É jogo de entrega, que se torna um campeonato a parte. Temos uma semana para trabalhar muito e apreciar com muito foco e inteligência para uma partida de suma importância´´, afirmou.

Rondinelly sabe que o Guarani decepcionou nas duas vezes que atuou fora de casa, em três rodadas da Série B do Brasileiro. Perdeu Para Fortaleza (2 a 1) e Atlético-GO (3 a 2). O Bugre foi bem apenas diante da sua torcida, quando passou pelo Sampaio Corrêa ganhando por 2 a 0. E como o dérbi contra a Ponte Preta será no Brinco de Ouro, a pressão da torcida aumenta bastante.

“Clássico não vai interferir muito na preparação. Talvez eles possam estar mais desgastados pelo fato de atuarem no meio da semana, contra o Flamengo, pela Copa do Brasil. Mas podemos olhar de outra maneira, que ficaremos 12 dias sem jogar. Acredito que não há vantagem nem um lado nem para outro. São maneiras diferentes de analisar. Não vejo diferença e nem vantagem para ninguém. O que pode pesar é a entrega e a vontade´´, analisou.

O jogador lembra que o Guarani está ficando cada vez mais forte, pois reforços chegaram nesta semana. E quem ganha com isso é o técnico Umberto Louzer.

“Acho que é importante reforçar a equipe por se tratar de campeonato longo. Bons jogadores são sempre bem-vindos. Quanto ao Rafael (Longuine) acredito que não tem problema de atuar ao lado dele. Tanto eu como ele fazemos mais de uma função, mas isso cabe ao Umberto decidir como deve escalar o melhor time´´, explicou.

Blog Futebol Caipira (Fonte: assessoria de imprensa do Guarani)

 

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_