BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Libertadores: Zé Ricardo classifica como complicado duelo contra o Cruzeiro e pede apoio da torcida do Vasco

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
Rio de Janeiro, RJ, 02 de maio de 2018

Acreditar até o fim tem sido o grande lema do Vasco da Gama na temporada de 2018. E foi justamente com esse sentimento que o Gigante da Colina encerrou na manhã desta terça-feira, 01, sua preparação para o importante jogo contra o Cruzeiro. Quarto colocado do Grupo 5 da Copa Libertadores, o Cruzmaltino precisa do triunfo para se manter vivo na briga pela classificação para as oitavas de final.

O derradeiro treinamento foi marcado não apenas por atividades físicas, técnicas e táticas, mas também por uma boa presença de público na área social. Torcedores das mais variadas regiões do Brasil marcaram presença em São Januário para passar confiança aos jogadores. A expectativa é que a Colina Histórica receba um grande público nesta quarta-feira, 02, às 21h45.

“O sentimento é muito positivo. É legal saber que a torcida estará conosco amanhã. Precisamos muito dela. Demos uma demonstração de superação no último jogo e isso faz com que os torcedores tenham a certeza que estamos representando bem o Vasco. Falta uma vitória amanhã, mas será uma partida dificílima. O time do Cruzeiro é muito forte, mas com a torcida do nosso lado, vamos nos tornar ainda mais fortes na busca pela vitória que nos manterá na briga pela classificação”, declarou o técnico Zé Ricardo.

Por ter sido expulso diante do Racing, o volante Leandro Desábato não estará à disposição para o confronto com a Raposa. O grande favorito para assumir a vaga deixada pelo argentino é Bruno Silva, contratado após se destacar no Campeonato Paulista pela Ferroviária. O garoto Andrey e o lateral-esquerdo Fabrício, entretanto, também foram testados no setor e podem aparecer entre os titulares.

“A nossa forma de jogar não mudará, especialmente nesse jogo com o Cruzeiro. Haverá uma adaptação pela característica do Bruno, que é um jogador mais passador e de maior construção. Treinamos com ele, com o Andrey e também com o Fabrício. Não vai ter a mesma dinâmica do Leandro, mas vamos ganhar em outras situações. O Wellington também pode fazer essa função, assim também como o Andrey”, concluiu.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_