BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Série B: André Castro admite que a Ponte Preta considera o dérbi um campeonato à parte

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
Campinas, SP, 4 de maio de 2018

A Ponte Preta fez nesta tarde de sexta-feira (4/5) o último treinamento antes do dérbi deste sábado (5), quando terá pela frente o eterno rival Guarani, às 19 horas, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, o casa do adversário, que terá torcida única, pela quarta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O volante André Castro enfatiza a importância e o peso do clássico, principalmente para a Macaca, que corre atrás da reabilitação na competição.

“Conheço a história, sei da importância do jogo. É um clássico e vamos fazer boa partida, estamos nos preparando bastante. É entrar focado para sair com bom resultado de lá´´, disse o jogador, considerado polivalente por exercer mais de uma função no time.

André Castro diz ainda que não vê a derrota para o Flamengo, na última quarta-feira (2), em casa, no duelo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, como fator de desânimo. Pelo contrário, para ele, a Ponte Preta se esforçou, merecia, no mínimo, o empate, e saiu de campo consciente de que pode jogar de igual para igual com o adversário no jogo de volta, fora de casa.

“Acho importante termos um dérbi logo em seguida porque jogamos bem na partida do meio da semana e, como o placar foi ruim, agora podemos virar a chave e melhorar a semana´´, analisa.

Na opinião de André Castro, a Ponte Preta tem que utilizar como exemplo a pegada e a intensidade do segundo tempo contra a equipe carioca, mas com maior número de acerto nas finalizações.

“No segundo tempo fomos mais agressivos, atacamos mais, temos que usar a etapa final contra o Flamengo como exemplo. O jogo foi bastante desgastante, mas o clube tem a estrutura necessária para os jogadores se recuperarem´´, acrescenta.

O volante enfatiza que a Ponte tem que jogar o dérbi como se fosse uma uma final de competição.

“O dérbi é um campeonato à parte. Uma vitória traz mais confiança para dar continuidade no campeonato. Vamos encarar como uma final. Depois do jogo de quarta a torcida já estava cobrando sobre o dérbi e é normal essa pressão, todo clássico tem. Eu joguei o Ba-Vi, um grande clássico também, e sei como é: temos que jogar bola, jogar firme e cabeça tranquila, focados. Não podemos cair em provocações´´, finaliza.

 

 

Fonte: assessoria de imprensa da Ponte

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_