BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Libertadores: Carille exige concentração total do Corinthians para evitar zebra na Venezuela

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
Lara, VEN, 17 de maio de 2018

O Corinthians encerrou a preparação para o penúltimo duelo válido pela fase de grupos da Libertadores, contra o Deportivo Lara. No gramado do estádio Metropolitano de Lara, palco do duelo, o técnico Fábio Carille confirmou a equipe que enfrenta os venezuelanos nesta quinta-feira (17/5), às 21h30.

“Confirmada a equipe que atuou contra o Palmeiras. Cássio, Mantuan, Henrique, Balbuena e Sidcley; Maycon, Gabriel, Pedrinho, Rodriguinho, Jadson e Romero´´, disse o treinador.

Carille falou também sobre a pressão da torcida adversária, além de todas as dificuldades que o Timão pode encontrar durante a partida contra o Lara.

“Não sei se a torcida do Lara vem e apóia, ou se é uma torcida que vem e fica cobrando. No caso da nossa, lá em São Paulo, ela vem e apóia o tempo todo. Essa é a única dúvida. Mas o mais importante é a gente estar muito concentrado naquilo que temos que fazer, independente da pressão vamos encontrar aqui´´, disse.

O treinador fez um breve panorama de como o Timão deve se portar diante do Deportivo Lara nesta quinta-feira. Para Carille, o jogo vai demonstrar como o Corinthians vai se moldar na marcação e atacar o adversário.

“Jogando principalmente com Pedrinho, Jadson e Rodriguinho você tem que ter a bola para que ela chegue nesses jogadores de qualidade, para que a gente possa criar. O jogo vai mostrar se a gente vai marcar mais em cima, na intermediária ou baixa, como chamamos dentro do nosso campo. Pelo que eles vêm trabalhando desde janeiro estão preparados para qualquer situação´´, falou o treinador.

Carille também opinou sobre a grama do estádio Metropolitano de Lara, palco do confronto. Segundo o treinador, o gramado é diferente do que os jogadores alvinegros estão acostumados, porém, o grupo já foi preparado para as diferenças que encontrarão durante o jogo.

“É um campo mais fofo, com algumas falhas. A bola não rola como estamos acostumados no nosso estádio e na maioria dos estádios do Brasil. Mas a gente já tinha observado isso pelos vídeos, então já fomos preparando nossos jogadores para não jogar bonito toda hora´´, analisou.

Fonte: assessoria de imprensa do Corinthians

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_