BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Série A: Jorginho é o novo treinador do Vasco. PC Gusmão assume como coordenador técnico

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
Rio de Janeiro, RJ, 5 de junho de 2018

A maneira como aconteceu não foi nada profissional. Em um país onde a imprensa clama por profissionalismo e critica as demissões de treinadores porque aconteceram alguns maus resultados, um técnico não pode fazer de clubes um trampolim por melhor proposta de trabalho. E foi o que aconteceu com Jorginho.

Após comandar o Ceará por três jogos, com três derrotas, ele abandonou a equipe na zona do rebaixamento e pediu demissão alegando problemas particulares. Porém, nesta terça-feira (5/6), no dia seguinte a saída do Vovô, ele foi anunciado como o novo treinador do Vasco, assumindo a vaga de Zé Ricardo.

Nas mídias sociais do Vasco, o anunciou da contratação de Jorginho foi o destaque. E Paulo César Gusmão, demitido recentemente do cargo de treinador do Santa Cruz, assume ao lado de Jorginho, mas na vaga de coordenador técnico.

Enquanto Jorginho chega, o Vasco, de maneira interina, será comandado por Valdir Bigode na partida contra o Cruzeiro, nesta quarta-feira, no Mineirão, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro.

“Iremos procurar defender bem e jogar forte no ataque quando a bola estiver no nosso pé. Não vou citar os nomes, nem a forma que iremos atuar, mas os jogadores que vou usar, pelo menos a maior parte deles, terão que fazer duas funções de maneira forte. Treinei isso durante dois dias e vou cobrar essa postura. Quando vocês tiverem assistindo ao jogo e verem determinado jogador numa posição que não é habitual, não estranhem. Já estou aqui há muito tempo e conheço o potencial de cada um´´, afirmou o ex-atacante.

O jogo contra a Raposa será o terceiro de Valdir como treinador do Vasco. No ano passado, o eterno artilheiro dirigiu o time duas vezes, nos clássicos contra Botafogo e Fluminense, pelos Campeonatos Carioca e Brasileiro, respectivamente. Diante do Tricolor, inclusive, a equipe venceu por 1 a 0 e iniciou a arrancada que terminou com a classificação para a Libertadores de 2018.

“Passei confiança para os jogadores. Quem está fora fica batendo na tecla que o momento é ruim. Não é por aí. O momento pode não ser o melhor, mas não é tão ruim como estão dizendo. Não tive muito tempo para treinar e conversar, mas aproveitei ao máximo esse período. Já trabalhei e joguei no Vasco, então sei o que o torcedor gosta. Acredito que consegui passar para eles toda a vontade que tenho dentro de mim. Eles vão procurar colocar em campo tudo que possuem de melhor´´, declarou o ídolo.



Fonte: assessoria de imprensa do Vasco

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_