BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Especial: Giselle Saran, musa do Brasil, não tem medo da Alemanha e acredita em título na Rússia

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Giselle Saran
Giselle Saran

Da Redação
São Paulo, SP, 14 de junho de 2018

Quem chega mais longe nessa Copa? Para as candidatas do concurso Musa da Copa do Mundo 2018, definitivamente não há unanimidade. Cada uma das 32 modelos torce para que a sua seleção se dê bem e saia vencedora. As listas variam, mas a própria Fifa aponta quatro favoritas ao título: Alemanha, Brasil, França e Espanha.

E o que as musas tem a dizer sobre esse favoritismo? Carol Borges, Musa da Alemanha, é a mais confiante, já que a seleção é a atual campeã do mundo.

“Somos uma máquina de goleadas e isso o brasileiro sabe melhor do que ninguém´´, brincou. ““É lógico que isso conta, é uma seleção que impõe respeito. Muita gente me critica quando eu falo, mas para mim a Alemanha vai levar o bicampeonato na Rússia”, polemizou.

Rebatendo, a Musa do Brasil Giselle Saran recorda que somente a seleção canarinho e a Itália conseguiram a proeza de vencer duas copas seguidas.

“Não tenho medo do 7 a 1 não, isso é passado. Nenhum país fez mais história do que o Brasil. Essa Copa é o momento para mostrar a nossa força e retomar o respeito que a única seleção pentacampeã merece. 2018 é ano do Hexa! O campeão voltou!”, garantiu.

Já a Espanha aparece como favorita pelo excelente desempenho dentro de campo nos amistosos e pelo elenco cheio de estrelas.

“Não temos tanta tradição, mas temos um time único. Tem que respeitar ‘La Roja’! Estou feliz porque a seleção vem arrasando nos últimos anos e vai chegar longe nessa Copa, tenho certeza”, contou, esperançosa Aline Lisboa, a Musa da Espanha.

Fechando a lista de favoritas está a seleção francesa, que também vem enchendo os olhos dos apaixonados pelo futebol. Júlia Menezes, a Musa da França, já está empolgadíssima. Não muito com os jogos, mas com os craques.

Lembro quando vi os jogadores pela primeira vez e já achei todos gatos. Nunca gostei tanto de futebol, viu?“, brinca. “É uma seleção jovem que que gosta de ir para cima do adversário. É a combinação perfeita para levar a taça“, afirmou.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_