BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Série B: Tiago Real quer Ponte Preta focada para vencer o embalado CSA e se aproximar do G4

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
São Paulo, SP, 18 de junho de 2018

Os jogadores da Ponte Preta retornaram aos treinos nesta segunda-feira (18,6), e fizeram o último treinamento antes de enfrentar o embalado CSA, o quarto colocado da Série B, nesta terça-feira (19), às 19h15, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela 12ª rodada. Para esse duelo, quem volta a estar a disposição do técnico interino João Brigatti é o meia Tiago Real, após cumprir suspensão automática na derrota diante do CRB, em Alagoas.

“Estou muito focado para esta partida, em que nós precisamos voltar a vencer e manter a sequência positiva dentro de casa, já que nós últimos jogos no Moisés tivemos um empate e uma vitória. Perdemos pontos fora e precisamos recuperar, em partida que é confronto direto. Precisamos vencer, para diminuir essa vantagem que o bloco de cima está de nós´´, diz Tiago Real.

O meia avalia o que o time poderia ter feito de diferente, contra o CRB, em que a Macaca perdeu por 2 a 0.

“O jogo contra o CRB poderia cair no nosso colo. A equipe deles passa por momento ruim e não entendemos o que o jogo iria pregar para nós, que era deixá-los com a bola, que automaticamente iria se expor de maneira desorganizada pelo desespero. Só que no começo da partida demos muito campo a eles e nós quisemos impor nosso estilo, quando na verdade era para ser fazer o contrário. Essa é minha visão”, comenta Tiago, que acrescenta.

“A partir do momento que toma o primeiro gol, o jogo é outro e se torna o contrário. Eles deram a bola para nós e ficaram esperando o contra-ataque. Faltou entendermos o jogo. Mas passou, serve de lição, o campeonato é muito longo, haverá outros jogos dessa maneira e não poderemos cometer os mesmos erros. Agora é olhar para frente, voltar a vencer, porque é campeonato muito equilibrado, sem definição de quem está em cima e em baixo. Temos que vencer para que possamos galgar um futuro melhor´´, enfatiza o atleta, que espera encontrar um CSA recuado.

“Estamos tendo bastante experiência nos jogos, principalmente em casa, com equipes segurando bastante atrás e explorando o contra-ataque. Isso mudou um pouco e entendemos mais no jogo contra o Goiás, quando vencemos e criamos várias oportunidades, mesmo com eles fechados. Rodamos bem a bola, conseguimos fazer ultrapassagens pelos lados, inversões de jogadas e temos experiências boas com equipes que atuam dessa maneira. Acredito que contra o CSA não vai ser diferente e eles virão retrancados, explorando o contra-ataque. Temos que estar muito atentos e procurar rodar. Movimentar e criar oportunidades, para poder furar essa retranca´´, conta o jogador.

Diante do CSA, a Ponte fará a última partida de portões fechados ao torcedor, em cumprimento a punição imposta pela CBF. Para Tiago Real, atuar sem esse apoio foi prejudicial e o retorno será importante.

“O nosso diferencial na competição, o porquê de estarmos no meio de tabela e sofrendo, é por conta da falta do torcedor. Se pegarmos alguns jogos que tomamos gols, muito foi por falta de concentração, do clima do jogo, que vem das arquibancadas. Lembro de dois gols que tomamos: um contra o Londrina, em bola despretensiosa, e na indecisão saiu o gol. Se está no clima do jogo, dificilmente se toma. E o outro foi contra o Goiás, em bola no primeiro pau e que torna o jogo mais difícil. Tivemos três derrotas em casa e se tivéssemos ao menos duas vitórias, estaríamos almejando o G4. Vamos fazer esse papel de casa, para no próximo jogo no Moisés, já com torcida, nós possamos engrenar de vez e estar tendo apenas vitórias com a vinda deles´´, completa.

 

 

Fonte: assessoria de imprensa da Ponte Preta

 

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_