BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Rússia 2018: Alemanha pressiona, perde gols, tem jogador expulso e vence Suécia nos acréscimos

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
Sochi, RUS, 23 de junho de 2018

A Alemanha, a atual campeão da Copa do Mundo, garantiu sua sobrevivência na Copa do Mundo. Foi no sufoco, é verdade. Mas acabou sendo no peito, na raça, na ousadia e categoria. Depois de perder para o México na rodada inicial do Grupo F por 1 a 0, neste sábado (23/6), atuando em Sochi, os alemães jogaram muito mal no primeiro tempo, quando saíram perdendo. Foram extremamente ofensivos na etapa final, quando desperdiçaram inúmeras chances de gols, chegaram ao empate com Reus, tiveram o zagueiro Boateng expulso, e com tantas adversidades viraram o placar para 2 a 1, aos 49 minutos do segundo tempo.

Enquanto o México lidera o Grupo F, com seis pontos, a Suécia, que havia derrotado a Coreia do Sul na primeira rodada por 1 a 0, tem os mesmos três pontos da Alemanha. E as duas seleções europeias têm saldo zero, dois gols a favor e dois contra. A definição dos dois classificados vai acontecer somente na próxima quarta-feira (27), às 11 horas (de Brasília).

Na última rodada, a Suécia encara o líder México precisando vencer por dois gols de diferença para se classificar. Para os mexicanos o empate é o suficiente para ficar com a primeira vaga. Já a Alemanha encara a Coreia do Sul sabendo que a vitória por dois gols de diferença a classifica, independente de qualquer outro resultado. Os coreanos precisam golear os alemães, e torcer para vitória dos mexicanos, para ficar com a segunda vaga.

A Alemanha partiu para o ataque desde o início da partida. Tanto que Werner, logo aos dois minutos, exigiu defesa Olsen, que espalmou e Reus perdeu o gol. Apesar da tradicional posse de bola, com troca de passes de um lado para o outro, os alemães não conseguiram furar o bloqueio defensivo da Suécia.

Os suecos reclamaram de pênalti em cima de Berg, em disputa de bola com Boateng. Mas o árbitro sequer consultou o VAR. Já aos 25 minutos, o volante Rudy, de maneira involuntária, levou chute no rosto, quebrou o nariz e foi substituído por Gundogan.

Se já estava difícil para a Alemanha superar a marcação da Suécia, ficou ainda pior quando Kroos, que dificilmente erra passes, vacilou na entrega da bola e armou contra-ataque dos suecos. Toivonen foi lançado, matou a bola no peito e encobriu Neuer com lindo toque por cima, marcando um golaço, aos 31 minutos. E poderia ser pior, pois, aos 46, Berg, de cabeça, só não ampliou porque Neuer fez defesa fantástica.

Na etapa final, com Mario Gómez na vaga de Draxler, a Alamanha sufocou a Suécia. E mandou na partida por completa, tamanho o medo dos suecos, que recuaram em demasia. Logo aos dois minutos os alemães empataram em cruzamento de Werner, que Reus empatou com o joelho: 1 a 1.

Aos 15 minutos, Reus perdeu gol ao tentar marcar de letra. Aos 22, Mario Gómez perdeu gol incrível. Aos 35, foi Werner que mandou a bola por cima do travessão. E quando a pressão da Alemanha era quase insustentável em cima da Suécia, Boateng, aos 36, que já tinha recebido o amarelo, foi expulso. Sem nada a perder, o técnico Joachim Low foi arrojado e tirou o lateral Hector para a entrada do atacante Brandt.

Com um a mais, a Suécia quase marcou o segundo gol, quando a bola foi desviada em cobrança de pênalti, com Neur, mesmo escorregando, praticou linda defesa. Aos 42 minutos, em cabeça de Mario Gómez, Olsen fez a defesa e impediu a virada. Aos 46, em chute de fora da área, Brandt carimbou a trave.

Quando o empate parecia ser o resultado final, aos 49 minutos, Werner sofreu falta lateral, pelo lado esquerdo. Reus rolou a bola e Kross, abusando da categoria e do efeito na bola, fez um golaço: 2 a 1.

FICHA TÉCNICA

ALEMANHA 1 X 1 SUÉCIA

Local: Estádio Olímpico de Sochi, em Sochi (RUS)
Árbitro: Szymon Marciniak (POL)
Público: 44.287 pessoas
Cartões amarelos: Boateng (ALE); Ekdal e Larsson (SUE)
Cartão vermelho: Boateng (ALE)
Gols: Toivonen, aos 31 minutos do primeiro tempo. Reus, aos dois, e Kroos, aos 49 minutos do segundo tempo

ALEMANHA
Neuer; Kimmich, Rudiger, Boateng e Hector (Brandt); Kroos, Rudy (Gundogan) e Draxler (Mario Gómez); Reus, Muller e Werner
Técnico: Joachim Low

SUÉCIA
Olsen; Lustig, Lindelof, Granqvist e Augustinsson; Larsson, Ekdal, Forsberg, Claesson (Durmaz); Berg (Thelin) e Toivonen (Guidetti)
Técnico: Janne Andersson

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_