BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Série A: Estreia de Nicolás Freire e retorno de Scarpa marcam outra vitória do Palmeiras no Panamá

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
São Paulo, SP, 5 de julho de 2018

Depois de bater o Árabe Unido por 2 a 0, no primeiro amistoso, o  torcedor palmeirense comemorou, na noite de quarta-feira (4/7), não só a vitória do Verdão em cima do Independiente Medellín-CO por 2 a 0, no Estádio Rommel Fernandez , no Panamá, mas também dois fatores especiais: a estreia do zagueiro argentino Nicolás Freire e o retorno no meia Gustavo Scarpa.

Embora já estivesse com o time no Panamá, o zagueiro argentino, de 24 anos, entrou em campo após o intervalo, junto com outros nove jogadores – já que eram permitidas nove substituições – e usou a camisa de número 4, formando dupla ao lado de Antônio Carlos.

Nico Freire, como também é conhecido, é o sétimo atleta argentino a entrar em campo com a camisa palmeirense neste século. Os outros são: Gioino, Barcos, Tobio, Mouche, Allione e Cristaldo. Vale lembrar que há ainda Lucas Barrios, que, apesar de ter nascido na Argentina, não figura nessa lista, pois foi naturalizado paraguaio – e assim é tratado internacionalmente para efeitos de determinação da nacionalidade.

Já o meia Gustavo Scarpa, contratado no início de 2018 como um dos reforços para a temporada, esteve judicialmente impedido de atuar pelo Verdão: a última partida disputada pelo jogador havia sido diante do Ituano, pelo Campeonato Paulista, na qual marcou dois gols no triunfo por 3 a 0, em 11 de março.

Ao entrar no segundo tempo no amistoso ante o Independiente Medellín-COL, Scarpa – dono da camisa 14 – chegou a nove jogos (seis vitórias, um empate e dois reveses). O jogador tem 24 anos.

Além dos momentos emblemáticos vividos individualmente por Nicolás Freire e Gustavo Scarpa, outro atleta com motivo de sobra para estar feliz é Dudu. O jogador vem demonstrando que fazer gols não é a sua única especialidade, mas também servir seus companheiros. No segundo gol da vitória por 2 a 0, o camisa 7 deu um passe na medida para Deyverson sair cara a cara com o goleiro e balançar as redes.

Vale ressaltar que, na partida anterior, triunfo também por 2 a 0, no amistoso contra o CD Árabe Unido, Dudu já havia concedido passe para o gol de Willian. Com sete assistências na temporada de 2018, o Baixinho já ocupa, de forma isolada, a vice-liderança do elenco no quesito, atrás apenas de Lucas Lima (com oito).

Já Deyverson, dono da camisa 16, reencontrou o caminho do gol contra o Independiente de Medellín-COL, após receber belo passe de Dudu. O jogador mostrou frieza e não desperdiçou. No Palmeiras desde 2017, Deyverson chegou ao seu oitavo gol pelo clube.

Bruno Henrique. além de ter iniciado a partida como capitão, algo que acontece pela segunda vez no ano, também deixou sua marca ao abrir o placar. O fato que chamou a atenção, no entanto, foi a forma com que o tento foi assinalado: de fora da área, ou seja, uma característica que vem apresentando, pois contra o Santos, pelo Campeonato Paulista deste ano, já havia marcado um belíssimo gol chutando forte, de fora da área.

Esta foi a última partida do Palmeiras na excursão de intertemporada no Panamá. Agora a delegação seguirá para a Costa Rica, onde enfrentará a Liga Alajuelense (time local, que disputa a primeira divisão do país).

O Palmeiras começou o segundo amistoso com Weverton; Marcos Rocha, Edu Dracena, Thiago Martins e Victor Luis; Felipe Melo, Bruno Henrique e Lucas Lima; Hyoran, Willian e Gustavo Scarpa. No segundo tempo, a partida foi reiniciada com o time completamente alterado, com exceção do goleiro Weverton. Entraram Mayke, Antônio Carlos, Nicolás Freire, Diogo Barbosa, Thiago Santos, Jean, Moisés, Dudu, Artur, Deyverson.

 

Fonte: assessoria de imprensa do Palmeiras

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_