BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Opinião: Após fechar as portas em 2015, União São João, de Araras, não deve voltar ao futebol tão cedo

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Coluna Futebol Caipira, por Luiz Ademar
São Paulo, 22 de julho de 2018

Qual torcedor de futebol, independente ao time que ama, não lembra do União São João, da cidade de Araras, no interior de São Paulo? Fundado em 14 de janeiro de 1981, com o objetivo de substituir a Sociedade Esportiva e Recreativa Usina São João e, principalmente, para preencher a lacuna dos desativados Ararense e Comercial de Araras, o novo clube entrou em ação imediatamente. E tudo graças ao empresário Hermínio Ometto, dono da Usina São João, um amante incondicional do futebol regional.

Com o sonho realizado, o União São João, ainda em 1981, disputou o Campeonato Paulista da Terceira Divisão (Série A3). No ano seguinte, o clube foi convidado a participar da Segunda Divisão do Campeonato Paulista (Série A2), onde ficou até 1987, quando conquistou o primeiro título e garantiu o acesso ao Paulistão. E depois brilhou também no cenário nacional, faturando o Campeonato Brasileiro da Série C em 1988, com o técnico Zé Duarte, e o Campeonato Brasileiro da Série B em 1996, comandado por Lula Pereira, o que o fez o clube disputar o Brasileirão de 1993, 94, 95 e 97.

Consolidado na Primeira Divisão do Campeonato Paulista, em 1994 o União São João, de maneira inédita, se transformou em clube-empresa do Brasil, com a criação da União São João S/A, controladora do União São João Esporte Clube, quando passou a ser administrado pelo empresário da construção civil, José Mário Pavan.

Organizado, com estádio de alto nível, Centro de Treinamentos e estrutura de ponta no interior de São Paulo, o União de Araras passou a ser administrado por executivos especializados em cada uma de suas áreas. No período, revelou o lateral esquerdo Léo, que foi para o Santos, e Roberto Carlos, que se mandou na década de 90 para o Palmeiras. Também jogaram por lá o goleiro Velosso (Palmeiras), o zagueiro Henrique (Corinthians), o meia Alexandre (São Paulo), entre outros grandes jogadores.

Mas a época áurea foi ficando para trás a partir de 2005, quando o União São João foi rebaixado no Campeonato Paulista. Na Segunda Divisão do Paulista (Série A2), o clube de Araras permaneceu até 2012, quando caiu para a Terceira Divisão (Série A-3) e, por problemas financeiros, desistiu de disputar a Copa Paulista.

Com graves problemas financeiros, o União São João se transformou em verdadeiro saco de pancadas no Campeonato Paulista da Terceira Divisão de 2013. E o resultado não poderia ser outro, ou seja, terceiro rebaixamento consecutivo no futebol paulista e queda para Quarta e última divisão.

Em tentativa desesperada de dar a volta por cima, no início de 2014, o União São João disputou a Quarta Divisão e foi mero figurante. Foi eliminado logo na primeira fase, com elenco fraco e muitos problemas financeiros, deixando transparecer que a falência era questão de meses.

Após sucessivos fracassos, diversos rebaixamentos e problemas financeiros que resultaram em 15 milhões em dívidas, a diretoria do União São João fechou as portas em 2015. O clube da cidade de Araras, interior de São Paulo, pediu afastamento da Quarta Divisão do Campeonato Paulista prometendo retornar ao futebol assim que saldasse as dívidas. E isso nunca mais aconteceu.

Sem parceiros na cidade de Araras, com as categorias de base fechadas, dívidas com impostos e fornecedores, o União está afastado do futebol desde 2015. E sem planejamento para retornar ao futebol profissional. Tristeza absoluta no interior de São Paulo, onde mais um clube tradicional sucumbe por problemas administrativos e financeiros.

Roberto Carlos, que após pendurar as chuteiras tentou a sorte na carreira de treinador, chegou a publicar em suas mídias sociais que pretendia seguir o exemplo do amigo Juninho Paulista, que faz brilhante trabalho no comando do Ituano, onde iniciou a carreira e, como gratidão, virou gestor de sucesso. O torcedor do União São João ficou empolgado. Mas, até o momento, as palavras do craque não viraram realidade. E as portas do clube continuam fechadas!

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_