BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Série A: Reinaldo curte dia de herói, agradece apoio da torcida ao lotar Morumbi e destaca união do São Paulo

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
São Paulo, 22 de julho de 2018

Reinaldo! Ou simplesmente “Kingnaldo´´! Ou o herói na vitória maiúscula do São Paulo por 3 a 1 diante do Corinthians, sábado (21/7) à noite, no Morumbi, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. Fez dois gols e jogou muita bola. O zagueiro Anderson Martins abriu o placar. Um dos atletas mais queridos do elenco tricolor foi escalado pelo técnico Diego Aguirre na segunda linha de quatro, na ponta esquerda, na vaga de Everton, suspenso. E o camisa 14 foi decisivo e gastou a bola.

Assim que a bola parou de rolar, o jogador fez questão de dedicar os gols à torcida são-paulina, que compareceu em grande número (quase 58 mil torcedores) e deu show nas arquibancadas.

“Dedico os gols à minha esposa, família, e ao torcedor do São Paulo. O nosso time é um ajudando o outro, correndo pelo outro´´, disse o polivalente tricolor, que completou.

“Eu estava com a canhota calibrada, consegui ajudar o São Paulo. Todo mundo está feliz de estar no São Paulo. Estamos fechados e formamos uma família. E, assim, fica difícil ganhar do São Paulo´´, acrescentou Reinaldo, que viveu noite de artilheiro diante dos 58 mil tricolores que marcaram presença no clássico.

Aos 24 minutos do segundo tempo, o camisa 14 aproveitou bobeada do adversário, driblou Cássio e chutou. A zaga afastou em cima da linha, mas a bola sobrou para Reinaldo, que acertou linda chapada para ampliar: 2 a 0! Golaço!

E a noite era mesmo de “Kingnaldo´´, que jogou muito e mostrou que estava com a pontaria afiada: aos 36 minutos, Reinaldo aproveitou a sobra após escanteio e arriscou de longe. Cássio não conseguiu defender, e a torcida são-paulina festejou o terceiro gol no clássico! Atuação majestosa do camisa 14.

“Gostaria de agradecer os meus companheiros, porque também me ajudam bastante. Quando tomei a decisão de voltar ao clube, após os empréstimos para Ponte Preta e Chapecoense, coloquei na cabeça que queria ajudar o São Paulo. E fui honrado com os dois gols no clássico. Trabalho bastante para ajudar, e felizmente fui recompensado´´, finalizou.

Fonte: assessoria de imprensa do São Paulo

 

 

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_