BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Copa do Brasil: Mês de julho invicto e chegada de novo treinador: Hyoran quer titularidade no Palmeiras

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
São Paulo, SP, 1º de agosto de 2018

Buscando se encontrar na temporada, o Palmeiras optou por troca de comando técnico. Saiu Roger Machado e entrou Felipão. Aos poucos, mesmo antes da chegada oficial do novo treinador, os jogadores do Verdão vão se acostumando com a nova filosofia de trabalho com os treinamentos comandados por seus auxiliares.

Um deles é Hyoran. Trabalhando forte e correspondendo dentro de campo quando ganha oportunidades, o meia-atacante não esconde que briga pela titularidade. Sabe, no entanto, que a disputa é grande.

“Acho que essa troca de comando acaba mexendo naturalmente com todos internamente. Eu particularmente só tenho coisas boas para falar do Roger. Sempre foi muito sincero comigo e falou que minha hora chegaria. Quando me deu chances fui bem. Claro que o jogador sempre quer mais, é normal. Meu foco continua o mesmo, agora só que com o Felipão, treinador extremamente vitorioso. Sei que aqui tem muitos jogadores de qualidade, a briga é boa, mas eu quero ser titular´´, afirmou o jogador.

O camisa 28 do Palmeiras tem um trunfo para cativar a nova comissão. Diferente do time, ele não perdeu no mês de julho. Foram cinco jogos, com quatro vitórias, um empate e três gols marcados. Hyoran não foi utilizado por Roger na derrota para o Fluminense. Acabou ficando no banco.

“Tudo que é positivo temos que levar como motivação. É assim no futebol. Claro que é legal ter passado um mês inteiro sem perder. Mas queria ter jogado ainda mais. Todo jogador de futebol é assim. Gosto de estar em campo ajudando meus companheiros. Trabalho muito desde o primeiro dia que cheguei aqui e vou continuar assim, agora com o Felipão e seus auxiliares´´, disse.

Hyoran é uma das possibilidades do Palmeiras para o próximo compromisso. O time tem pela frente o Bahia, pela Copa do Brasil.

“É mata-mata então com certeza deve ser jogo muito estudado, principalmente por ser o primeiro duelo. Todos sabem que largar com boa vantagem é muito importante. A equipe deles é forte e muito aguerrida, mostrou isso nesse jogo de agora contra o Atlético Mineiro, que não desistiram. Temos que estar ligados os 90 minutos´´, finalizou o jogador.

Palmeiras e Bahia medem forças às 19h15 da próxima quinta-feira, na Fonte Nova.

Fonte: AV

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_