BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Série B: Flávio Boaventura admite toque na bola com a mão, mas descarta marcação de pênalti

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Antônio Boaventura
Florianópolis, SC, 31 de julho de 2018

Além do fato curioso envolvendo o bandeirinha Márcio Gleidson Correia Dias (PA), que não se atentou ao limite das linhas do campo e adentrou para marcar um impedimento, o zagueiro Flávio Boaventura, do CRB, se envolveu em um lance polêmico, que admitiu o toque de sua mão na bola dentro da área. Contudo, o defensor regatiano entende que não era passível de marcação de pênalti aquele lance.

“Eu agradeci o ponto conquistado devido estar jogando com um jogador a menos. Naquele lance, não sei quem chutou, ainda que o Rafael [Carioca] estava na minha frente, e foi meio que no susto, a bola pegou na ponta do meu dedo mas não foi intenção de botar a mão na bola”, explicou o zagueiro Flávio Boaventura.

Questionado se estivesse na posição do árbitro Andrey da Silva E Silva (PA), Boaventura afirmou que não marcaria pênalti, assim como fez Silva. Ele entende que não teve tempo para raciocinar qualquer ação para evitar que a bola pudesse pegar em sua mão por conta da velocidade da bola. Ele também comemorou o resultado pelo fato do CRB jogar com um jogador e menos.

“Não daria [o pênalti] por que foi uma bola muito forte e num raio de ação muito próxima e não tinha como tirar a mão. Mas, a bola bateu na minha mão. E se tivesse visto a bola eu colocaria o rosto, mas a mão com certeza não colocaria”, concluiu.

Na 18ª colocação do Campeonato Brasileiro da Série B com 21 pontos conquistados em 19 jogos realizados, o CRB encara neste sábado, 11, ás 16h30, no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL), o Oeste, 15° colocado na competição nacional com 23 pontos ganhos. A partida é válida pela 20ª rodada. Os quatro primeiros colocados garantem vaga na próxima edição da Série B do Campeonato Brasileiro.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_