BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Série A: Após dois meses sem marcar, Henrique Dourado volta a respirar aliviado no Flamengo

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
Rio de Janeiro, RJ, 13 de agosto de 2018

Desde junho que ele não ceifava. Foram dois meses sem balançar a rede, tempo interminável para um artilheiro. Mas no último domingo (12/8), Henrique Dourado marcou. E ceifou bastante, numa mistura de raiva, alívio e alegria. Aos 21 minutos do primeiro tempo, o camisa 19 recebeu passe açucarado de Everton Ribeiro e chutou de biquinho para tirar o goleiro Rafael da jogada e marcar o gol da vitória sobre o Cruzeiro, no Maracanã com 55 mil torcedores.

A vitória valeu para manter o Flamengo a segunda colocação na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, com 37 pontos, e também para encerrar a sequência de três partidas sem triunfos. Além disso, com o gol marcado, Dourado se tornou o artilheiro rubro-negro na temporada, com 11 gols, e atingiu seu quarto na competição.

“Eu fico muito feliz. Todo o empenho e o sacrifício do dia a dia foram recompensados. E não é só meu, mas de todos os meus companheiros também. Eu não vinha atuando, mas vinha me dedicando e trabalhando, e sempre com muita alegria. Sempre busquei dar o meu máximo para que quando surgisse a oportunidade, eu pudesse corresponder´´, declarou o atacante, que fez um gol de nove raiz. O próprio explicou a jogada e a rapidez no pensamento para concluir.

“O gol foi uma jogada que eu até lembrei o Everton Ribeiro e que aconteceu comigo no jogo contra o Ceará. Ele tinha me dado um passe parecido, mas lá eu tentei dominar a bola e perdi. Agora eu não deixei passar. Já estava esperto e quando ela chegou, numa jogada muito rápida, dei um bico e fiz o gol. Nós estamos ali para isso. Quando temos a oportunidade, dentro da área, que é o nosso habitat, tem que fazer. Foi só uma no jogo, e, quando surgiu, tive a felicidade de fazer o gol´´, disse Dourado, que lembrou também que é preciso saber lidar com momentos bons e ruins em campo, mas o trabalho nunca pode parar.

“Sempre temos que procurar evoluir. Não serão sempre dias bons. Eu mesmo já passei por momentos ruins na carreira, mas eu tenho equilíbrio muito bom. Fiz o gol e amanha será outro e vamos seguindo com o elenco forte que temos. Então, estou muito feliz com o resultado´´, afirmou.

Agora é Copa do Brasil

O cenário já mudou. Dourado lembra que na quarta-feira o Flamengo fará partida decisiva contra o Grêmio, pelas quartas de final da Copa do Brasil. Para o jogador, a vitória sobre o Cruzeiro serviu para mais do que os três pontos. O time ganha força para o mata-mata contra os gaúchos. No primeiro jogo, em Porto Alegre, empate em 1 a 1. Na competição, o gol qualificado não conta mais como critério de classificação e uma nova igualdade levará a decisão para os pênaltis. Para o camisa 19, a vitória de domingo foi essencial para começar a pensar na decisão.

“Nós queríamos dar uma resposta, primeiro para nós. Tínhamos essa vontade. E para a torcida também, claro. Para quem veio ao Maracanã, para todos, nós precisávamos dessa vitória. Agora vamos para quarta-feira, quando teremos um jogo de mata-mata muito difícil e precisamos trocar a chave para garantir essa vaga aqui dentro´´, concluiu Henrique Dourado.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Flamengo retornará a campo no próximo domingo (19), contra o Atlético Paranaense, na Arena da Baixada, às 11 horas.

 

Fonte: assessoria de imprensa do Flamengo

 

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_