BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Libertadores: Felipe Melo deixa amarga e suada a classificação do Palmeiras para as quartas de final

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
São Paulo, SP, 30 de agosto de 2018

Felipe Melo foi o personagem negativo da classificação para as quartas de final da Libertadores. Depois de vencer o jogo de ida por 2 a 0, fora de casa, o Palmeiras entrou tranquilo em campo para encarar o Cerro Porteño-PAR, nesta quinta-feira (30/8), no Allianz Parque, na partida de volta das oitavas de final. Porém, a expulsão tola do volante por violência gratuita, logo aos três minutos do primeiro tempo, deixou o Verdão no sufoco, sofrendo pressão, o que acabou ocasionando na derrota por 1 a 0 diante da sua torcida.

O próximo adversário do Palmeiras será o Colo-Colo, do Chile, do ex-palmeirense Valdívia, que passou pelo Corinthians na última quarta-feira (29). Já no Brasileirão, o Verdão volta a campo no domingo (2/9), às 19 horas, na Arena Condá, em Chapecó (SC), para encarar a Chapecoense, pela 22ª rodada.

Apesar do susto com a expulsão de Felipe Melo, a torcida palmeirense não parou de incentivar, e continuou empurrando o time durante a partida. A melhor chance do Verdão no primeiro tempo, mesmo com um a menos, veio com Willian, que recebeu de Borja, acionado em disparada. O camisa 29 mostrou pontaria e, por muito pouco, não abriu a contagem.

Nem parecia que o Verdão estava jogando com um a menos. Durante quase toda a primeira etapa, o time de Felipão soube se fechar bem e aproveitar as jogadas de contra-ataque para criar as melhores chances. Apenas aos 34 minutos sofreu um susto, no chute do atacante Óscar Ruiz.

Para a segunda etapa, o Verdão voltou dos vestiários sem alteração. No início um susto: em bola dividida com Borja, Rodrigo Rojas, camisa 8 do Cerro, se machucou e precisou ser removido do estádio de ambulância. Em seu lugar, entrou Novick, camisa 4.

Aos 11 minutos, o gol do Cerro Porteño-PAR incendiou a partida. Se a equipe visitante fizesse mais um gol, a classificação seria decidida nas penalidades. O autor do tento paraguaio foi Arzamendia, que bateu na bola com efeito, como um cruzamento, enganando Weverton.

Poucos minutos após o gol sofrido, Felipão resolveu mexer no time pela primeira vez: aos 16 minutos, Thiago Santos entrou no lugar de Borja, fazendo com que o time adquirisse maior consistência defensiva.

Mesmo com o clima favorável ao Cerro, o Palmeiras não se deixou abalar e continuou criando chances – uma delas, com Willian, aos 22 minutos – o camisa 29 completou 100 jogos pelo clube nesta quinta-feira.

As outras alterações vieram aos 30 e aos 35 minutos do segundo tempo. Entraram, respectivamente, Deyverson no lugar de Willian e Jean no lugar de Moisés. A reta final da partia também foi marcada por boas defesas de Weverton.

Já nos descontos, houve ainda um princípio de confusão envolvendo Deyverson e Marcos Cáceres – ambos foram expulsos. E o Verdão ficou com nove jogadores em campo. Outros jogadores entraram no meio da discussão e quase houve tumulto. Mesmo assim, o Palmeiras mostrou garra para conquistar a classificação com a derrota por 1 a 0.

 

Fonte: assessoria de imprensa do Palmeiras

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_