BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Série A: Vanderlei bate recorde no gol do Santos e atuação da defesa também faz história em 2018

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
Santos, SP, 18 de setembro de 2018

O empate em 0 a 0 com o São Paulo no último domingo (16/9) rendeu ao Santos muito mais do que um ponto na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. Ao terminar o clássico sem sofrer gols, o Peixe bateu mais um recorde e alcançou a marca de oito partidas seguidas sem levar nem um tento sequer.

A maior sequência santista sem sofrer gols foi comandada pelos goleiros Barbosinha e Manga, no ano de 1955, quando mantiveram o gol santista sem ser vazado por sete jogos. Agora, 63 anos depois, o sistema defensivo do Peixe foi impecável na seguinte incrível sequência de partidas: Santos 3 x 0 Sport (Brasileiro), Independiente 0 x 0 Santos (Libertadores), Santos 2 x 0 Bahia (Brasileiro), Santos 0 x 0 Independiente (Libertadores) – nesta competição, o clube foi desclassificado por uma punição da Conmebol, Vasco 0 x 3 Santos (Brasileiro), Santos 0 x 0 Grêmio (Brasileirão), Paraná 0 x 2 Santos (Brasileirão) e Santos FC 0 x 0 São Paulo.

“Primeiramente quero dar glória a Deus por mais uma marca na carreira, marca tão expressiva. Sabemos que poucos têm essa oportunidade, sabemos como é difícil ficar oito jogos sem tomar gol. Mas isso não é somente mérito meu, mas de toda a equipe. Desde lá da frente, o time todo tem se doado para não tomar gols e isso tem dado tranquilidade para a equipe´´, disse o goleiro Vanderlei, que soma 842 minutos sem tomar gols.

Barbosinha e Manga dividiram a sequência de jogos em 1955 e somaram juntos sete partidas sem sofrer gols. O ídolo Fábio Costa, que permaneceu seis jogos sem ser vazado em 2006, era detentor do recorde individual com 691 minutos sem levar gols.

Vanderlei é o único atleta que atuou todos os minutos desse novo recorde. Seguido por Gustavo Henrique, que também jogou oito vezes mas foi substituído no segundo tempo do jogo contra o Bahia, e por Diego Pituca, que também foi acionado do banco contra o Sport. Além destes, ainda temos as atuações dos seguintes companheiros de defesa que foram muito importantes para este feito: Victor Ferraz e Dodô (7), Robson Alves, Alison e Carlos Sánchez (6), Lucas Veríssimo (4), Daniel Guedes (2) e Renato e Yuri (1).

“Temos boa qualidade defensiva. Sabemos que temos grandes jogadores ali atrás. Independentemente de quem jogue, nosso time está bem servido. Poucos times no Brasil têm essa oportunidade, muitas equipes estão buscando zagueiros para a posição e nós temos grandes jogadores. Quando um sai, quem entra também dá conta do recado. Fica até difícil para o treinador escalar. Isso é bom para ele. Sempre terá ótimos jogadores para escalar o time´´, ressalta Vanderlei.

Com o empate em 0 a 0 com o São Paulo, o Peixe chegou aos 32 pontos, na nona colocação do Nacional. Feliz pela dedicação de seus companheiros na hora de anular o adversário, Vanderlei destaca a importância do sistema defensivo para a retomada santista no Brasileirão.

“Tem que ter o equilíbrio no futebol. Se você não toma gols, dá tranquilidade maior para o time atacar, pois os homens de frente sabem que têm apoio defensivo. É o que vem acontecendo. Temos conseguido não tomar gols e, quando a bola chega na frente, com a qualidade dos jogadores que temos, conseguimos matar os jogos. O nosso time está crescendo em todos os aspectos. Estamos subindo na tabela, conseguindo fazer bons jogos independentemente se os oponentes estão em cima ou embaixo. Um exemplo foi contra o São Paulo, que disputa a liderança. Fizemos grande partida e merecíamos a vitória. Tivemos as melhores chances e anulamos o São Paulo taticamente. Se mantivermos a pegada, o foco e o trabalho, podemos chegar no grupo de cima do Brasileiro e conseguir uma vaga na Libertadores´´, projeta o goleiro.

O último gol sofrido pelo Santos foi na vitória por 2 a 1 sobre o Cruzeiro, na partida de volta das quartas de final da Copa do Brasil, no dia 15 de agosto.

Confira a lista dos goleiros santistas que ficaram mais tempo sem sofrer gols:

18-08-2018 – 16-09-2018 – 8 jogos = Vanderlei

19-06-1955 – 03-08-1955 – 7 jogos = Barbosinha & Manga

04-04-1973 – 29-04-1973 – 6 jogos = Cejas

07-09-1978 – 28-09-1978 – 6 jogos = Vitor

09-08-1981 – 30-08-1981 – 6 jogos = Marolla

01-10-1990 – 21-10-1990 – 6 jogos = Sérgio Guedes

08-02-2006 – 25-02-2006 – 6 jogos = Fábio Costa

23-04-2011 – 11-05-2011 – 6 jogos = Rafael

O Santos volta a campo pelo Campeonato Brasileiro neste domingo (23), às 19 horas, no Mineirão, para encarar o Cruzeiro, pela 26ª rodada.

 

Fonte: assessoria de imprensa do Santos

 

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_