BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Série A: Marlone avisa que o Sport vai seguir lutando e quer a reabilitação diante do Inter, na Ilha do Retiro

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
Recife, PE, 1º de outubro de 2018

O momento é difícil, mas não o suficiente para abalar a confiança do elenco do Sport, que segue trabalhando com o técnico Milton Mendes para sair da zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Marlone também compartilha dessa confiança e deixou claro que a equipe não vai deixar de lutar. O meia espera reação a partir desta sexta-feira (5/10), quando o Leão encara o Internacional, às 19 horas, na Ilha do Retiro, na abertura da 28ª rodada.

“Temos total confiança. Estamos com o pensamento muito positivo de que vamos sair dessa situação e reverter esse quadro. Ninguém quer isso. Enquanto tiver 1% de chance, não vamos deixar de lutar. A confiança que está dentro de nós é a de que vamos sair desse momento que incomoda. Não só eu penso assim, mas todo o grupo´´, disse o camisa 10, que também falou sobre o aspecto emocional do elenco.

“Na situação que estamos o emocional trabalha. Entra um pouco de ansiedade em algumas jogadas, mas a gente tem que colocar coisas positivas no dia a dia. Não podemos achar que está tudo acabado e que já caímos. Temos totais condições de levantar e buscar coisas boas a partir de sexta-feira. O emocional é trabalhado o tempo todo dentro de campo. O importante é fortalecer para estarmos concentrados durante os noventa minutos´´, concluiu.

Sobre as próximas partidas, o meio-campista ressaltou é que é preciso pensar não apenas nos duelos em casa, mas também nos que serão travados longe do Recife.

“O fator casa é importantíssimo para esses últimos jogos que vamos enfrentar. Temos que ser fortes na Ilha do Retiro, mas não podemos pensar só nisso. Temos que pensar em todas as batalhas que vamos ter pela frente. Encarar como finais e ter confiança para sair dessa situação´´, comentou.

Marlone disse ainda que não é apropriado focar em possíveis tropeços dos adversários. O ideal é fazer o dever de casa e se concentrar apenas nos próprios desafios, que são, mais do que nunca, finais para o Sport.

“No futebol brasileiro não se pode depender dos outros resultados. Temos que fazer nosso dever, que é vencer, independentemente do resultado dos outros times. Temos mais 11 jogos para vencer seis ou sete e não podemos pensar nas outras equipes. Quando começamos pensar nesses resultados gerou ansiedade. Temos que pensar em nós e vencer. Subir na tabela e se distanciar dessa situação, que incomoda a nós e a torcida. Vamos focar em nós mesmos e vencer´´, encerrou o meia.

 

Fonte: assessoria de imprensa do Sport

 

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_