BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Série A: Gatito fala sobre recuperação da lesão no punho e agradece apoio dos torcedores do Botafogo

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
Rio de Janeiro, RJ, 7 de outubro de 2018

O Botafogo ainda não vai ganhar um grande reforço no clássico contra o Vasco, nesta terça-feira (9/10), às 21 horas, no estádio Nilton Santos (Engenhão), pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. O goleiro paraguaio Gatito Fernández, fora de combate desde abril, quando fraturou o punho da mão direita na partida contra o Sport, vive processo de recuperação diário. Ele falou sobre sua atual situação, destacou seu máximo esforço para voltar ao gol e agradeceu o apoio dos torcedores neste momento difícil em sua carreira.

“Estou passando por processo complicado, sempre com um pouco de dor no punho que tive a lesão em abril. Estou treinando sempre como vocês podem ver, quase sempre em separado com o preparador de goleiros. Sempre treino com dor, algumas vezes menor e assim posso treinar com o grupo, mas quando a dor é mais forte eu volto a treinar com o treinador de goleiros. Estou muito ansioso e muitas vezes fico muito decepcionado comigo mesmo, quero fazer tudo, treinar, jogar, mas não consigo. Treinei cinco vezes com o grupo depois do jogo contra o Vitória, o que já foi um ganho muito grande, mas com esse acúmulo de treinos eu senti dores fortes novamente´´, disse Gatito.

O goleiro teve também a oportunidade de falar aos torcedores do Botafogo e aproveitou para agradecer o apoio de todos durante sua recuperação.

“A mensagem que posso mandar aos torcedores é de agradecimento pelas mensagens que mandam para mim, que gostaria de estar jogando pelo Botafogo, que me abriu a porta e os torcedores abriram o coração, mas infelizmente não estou conseguindo. Estou dando tudo de mim, mas não estou conseguindo melhorar. Gostaria muito de ter jogado contra o Bahia, eu mais do que ninguém queria relembrar os bons momentos que tivemos, principalmente nos pênaltis, mas não pude. Gostaria de agradecer pelo apoio´´, disse o emocionado goleiro.

JOGO CONTRA O VASCO

“Para esse será muito difícil poder estar em campo por causa disso, estou treinando em separado novamente. Os companheiros que estão jogando estão na minha frente´´.

JOGO CONTRA O BAHIA

“Assisti em casa esse jogo com muita vontade de estar em campo. Fico feliz pelo Saulo, que está fazendo grande trabalho. Entrou num momento difícil do clube, com muita pressão e acredito que está indo bem. Ele é goleiro do clube, nasceu na base e acho importante o apoio da torcida para com ele também´´.

FORÇA AO GOLEIRO SAULO

“Venho falando com ele e também com o Jefferson. Sempre tento passar para ele que precisa jogar com calma e que já demonstrou que pode ser o goleiro do Botafogo. Isso que passamos para ele´´.

ESPECIALISTA EM PUNHO FOI PROCURADO

“Procurei um especialista com os médicos do Botafogo e estou fazendo fisioterapia também em outro lugar. A fratura foi consolidada e hoje em dia tenho lesão ligamentar. Um pouco difícil por ainda continuar treinando e por ser goleiro. Não foi a pior lesão do futebol, mas também não foi a mais simples´´.

O CONTROLE NOS TREINAMENTOS

“Eu treino quase sempre em separado e podemos controlar o jeito que caio, o tempo que vou levantar, mas com o grupo isso não é possível. Os jogadores não vão bater devagar. Já venho treinando com dor, uma dor que me limita a fazer os treinamentos´´.

 

Fonte: assessoria de imprensa do Botafogo

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_