BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Série A: De olho em vaga no G6, Bruno Henrique traça planos para o Santos derrotar o rival Corinthians

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
Santos, SP, 10 de outubro de 2018

O elenco santista está focado na briga por uma vaga para a Libertadores 2019. Durante os treinamentos no CT Rei Pelé, é possível ver a concentração dos jogadores quando o assunto é o crescimento de produção nas últimas rodadas no Campeonato Brasileiro. Agora, com mais um grande e tradicional desafio pela frente, o Peixe quer se aproximar, ainda mais, do G6. E nada melhor do que derrotar o rival Corinthians, neste sábado (13/10), às 19 horas, no Pacaembu, pela 29ª rodada.

“Sempre entramos em campo para vencer e subir na tabela. Com um tropeço do Atlético-MG e uma vitória nossa podemos ficar bem mais próximos do G6. Vamos atrás de mais um bom resultado para encostar cada vez mais nos adversários de cima para seguir brigando pela Libertadores´´, disse o atacante Bruno Henrique pensando no clássico diante do Corinthians.

Atualmente o Peixe ocupa a sétima colocação na tabela de classificação do Brasileiro, com 39 pontos. O Galo é o sexto, ou seja, está dentro do G6, com 45 pontos.

Vindo de dois triunfos sobre Atlético-PR e Vitória, ambos por 1 a 0, o time treinado pelo técnico Cuca quer continuar subindo na tabela de classificação. Bruno Henrique espera casa cheia para o duelo contra o Corinthians e conta com o apoio das arquibancadas pode fazer a diferença.

“Em se tratando de clássico, a casa sempre estará cheia. Todos os jogos que disputei, seja na Vila ou no Pacaembu, nossa torcida sempre esteve presente em bom número. Tenho certeza de que dessa vez não será diferente, a torcida vai nos incentivar e ajudar muito para conquistarmos mais três pontos´´, disse Bruno Henrique, que sonha em anotar seu primeiro gol pelo Peixe em um clássico.

“Não marco há alguns jogos, mas sempre entro em campo para dar o meu melhor. Às vezes não faço gol, mas ajudo taticamente. Se sair agora vou ficar muito feliz, ainda mais se tratando de clássico. Se não, continuarei trabalhando e na hora certa em que a oportunidade aparecer eu vou marcar´´, ressaltou o camisa 11, que soma 80 jogos e 20 gols pelo Alvinegro Praiano.

 

Fonte: assessoria de imprensa do Santos

 

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_