BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Copa do Brasil: Rótulo de retranqueiro desagrada Jair Ventura no Corinthians, que aposta na virada em casa

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
São Paulo, SP, 11 de outubro de 2018

Na última quarta-feira (10/10), no Mineirão, no primeiro jogo da final da Copa do Brasil, o Corinthians mesmo apostando na retranca, perdeu para o Cruzeiro por 1 a 0. O Timão não deu um chute certeio no gol, fazendo o goleiro Fábio sair de campo com o uniforme limpinho. O técnico Jair Ventura admitiu a dificuldade ofensiva da sua equipe, mas não aceita o rótulo de retranqueiro, do time que joga apenas por uma bola.

“Foi um jogo muito difícil. Sabemos da dificuldade de jogar contra o Cruzeiro e também da nossa força em casa. Saímos com a desvantagem mínima, não é o que queríamos, queríamos resultado melhor. Mas sabemos da nossa força em casa também. Saímos super vivos, tristes, mas super vivos. Na nossa casa conseguimos a vitória contra o Flamengo, vamos fazer de tudo para conseguir a vitória novamente´´, disse o técnico Jair Ventura, emendando.

“Finalizamos pouco. Mas o Corinthians não jogou por uma bola, tivemos bola, mas com dificuldade de criar. São coisas distintas: uma coisa é não querer a bola. Nós tivemos, mas sofremos em efetividade. Fica claro isso! Uma coisa é ter dificuldade de criar, a outra é não querer a bola. Mas tem o jogo da volta´´, avisou.

O jogo de volta acontece na próxima quarta-feira (17), às 21h45, em Itaquera. Para conquistar o título no tempo regulamentar, o Corinthians precisa ganhar por dois ou mais gols de diferença. Uma vitória por um gol levará a decisão para os pênaltis.

“O Cruzeiro tem a vantagem, se eu tivesse estaria feliz. Sabemos como a equipe do Mano se porta fora de casa. As melhores oportunidades do Cruzeiro foram em transição. A gente se preocupou em fechar o corredor central. Como fechamos bem, acabamos criando essas chances em cruzamento. É cobertor curto, protege um lado e deixa o outro vazio´´, falou Jair Ventura.

“É um adversário que fez um investimento milionário, mais de R$ 65 milhões. São duas camisas pesadas, mas o Cruzeiro fez grande investimento. Mesmo com essa discrepância financeira, vencemos o Flamengo na semifinal. Tivemos mais posse de bola, o adversário fez o gol numa bola cruzada. Não podemos tirar o mérito do adversário. Mas temos totais condições de conseguir a vitória em casa´´, completou o treinador.

 

Fonte: assessoria de imprensa do Corinthians

 

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_