BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Série A: Palmeirense de arquibancada, Victor Luís lembra trajetória no clube e sonha com primeiro título

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
São Paulo, SP, 10 de novembro de 2018

Autor do gol que confirmou a vitória do Palmeiras por 3 a 2 sobre o Santos, no último dia 3 de novembro, no Allianz Parque, em duelo válido pelo Campeonato Brasileiro, Victor Luis ainda se mostra emocionado com o feito. Palmeirense desde a infância, o jogador marcou pela terceira vez com a camisa do Verdão, mas o anotado contra os santistas teve gosto ainda mais especial para o atleta e a família.

“Passa um filme na cabeça, nós (Victor e família) fomos do estádio até em casa conversando, não só sobre o gol e o jogo, mas da história toda que tive no passado desde a base. O meu pai lembrou de quando me levava para treinar em Guarulhos, onde fica o centro de treinamento da base do Palmeiras. Esses momentos fazem eu parar para pensar e ver que tudo isso está valendo a pena. Tenho de continuar trabalhando para, cada vez mais, poder crescer e acrescentar coisas positivas em minha história no Palmeiras´´, disse, recordando com carinho a sua trajetória como torcedor e profissional do futebol.

“Eu não me considero palmeirense, eu tenho certeza que sou. Eu nunca escondi isso, fui a muitos jogos na arquibancada. Quando éramos das categorias de base, nós ganhávamos ingresso e sempre íamos aos jogos. Eu sempre torci. Ter esse privilégio de estar dentro de campo hoje é uma emoção diferente. Toda vez em que me ajoelho é para agradecer essa oportunidade que tenho e que, com certeza, muitos queriam ter. Sou privilegiado´´, comentou.

Victor Luis, inclusive, está perto de alcançar um objetivo pessoal: levantar uma taça pelo clube de coração.

“Bastante ansiedade, eu sonho com isso, literalmente. Em várias noites, a minha mulher me pega sentado na cama e pergunta o que estou fazendo. Eu penso nesse ano, como pode terminar. Se Deus quiser, com um título. Isso motiva e acaba tirando um pouco da tensão. Sabemos que pegamos equipes qualificadas e pegaremos outras equipes que também têm sua importância. Sempre ressaltei a minha vontade de ser campeão no Palmeiras, sempre foi o meu grande sonho. A partir do momento em que eu realizar esse sonho, eu me sinto realizado aqui dentro. Quero ter ainda mais histórias, mas quero começar com esse campeonato´´, completou o palmeirense, que conta com a ajuda do experiente treinador Luiz Felipe Scolari para ficar marcado na história da equipe.

“Cada treinador tem uma maneira de trabalhar, mas o Felipão eu nem sei como descrever. Ele está sendo um paizão para todos nós. Ele deixa a gente bem à vontade, mas sabe a hora de puxar a orelha. É a grande peça da nossa equipe, é o cara que dá responsabilidade para todo mundo, mas deixa todo mundo com a mesma confiança´´, contou.

O lateral aproveitou também para parabenizar o comandante, que completou 70 anos na sexta-feira (9).

“É uma pessoa muito importante para nós, como se fosse um pai. Ele nos trata como filhos realmente. A importância dele aqui dentro é incomparável, espero que possamos dar um presente para ele no fim de semana com uma grande vitória´´, finalizou o camisa 26 do Palmeiras.

O líder Palmeiras volta a campo neste domingo (11/11), às 17 horas, para encarar o Atlético-MG, no Independência. O duelo é ainda mais difícil porque o Galo, dentro do G6 e ameaçado pelo Santos e Atlético-PR, precisa vencer para se manter na zona de classificação para a Libertadores.

Fonte: assessoria de imprensa do Palmeiras

 

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_