BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Série B: Expulso contra CSA, Capa será mais um torcedor na Ressacada em final contra a Ponte Preta

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
Florianópolis, SC, 23 de novembro de 2018

O lateral-esquerdo Capa será mais um torcedor na Ressacada pelo acesso do Avaí, neste sábado (24/11), às 17 horas, diante da Ponte Preta. Com 110 jogos vestindo a camisa Azzurra, o atleta desfalca o elenco na derradeira partida do Campeonato Brasileiro – Série B, devido à expulsão em Maceió contra o CSA. Triste por não fazer parte do jogo, estar em campo e poder ajudar o grupo, o jogador quer poder comemorar o retorno para a elite nacional com seus companheiros, ao término dos 90 minutos.

“Infelizmente estou fora, já falei até nas minhas Redes Sociais depois do jogo lá em Maceió mesmo sobre isso, pedi desculpas e agora estou acompanhando todo o trabalho da semana, treinando com o elenco normalmente e percebendo a motivação de todos nesta verdadeira final que temos pela frente. Será um jogo bastante difícil, quem vencer sobe para a Série A, então sabemos que será preciso muita paciência e vontade dentro de campo. Quem tiver mais garra e capacidade de entendimento tático, leva. Eu serei mais um dos tantos milhares de avaianos a gritar das arquibancadas para apoiar nosso Leão. Sei que será um sofrimento ainda maior estar fora, mas restou isso, então é aceitar os desígnios de Deus e torcer. Lembro que lá em 2016 pude dar o passe para o gol do acesso e ficou marcado na minha memória. Desta vez, espero que eu recorde no futuro do quanto foi doído ficar de fora, mas com o gosto da comemoração depois do apito final´´, descreveu.

Será apenas o quarto jogo que Capa não participará na competição. Ao todo, com 34 partidas, tem 15 vitórias, 10 empates e 9 derrotas, com dois gols e quatro assistências. Dono de grande velocidade, o baiano de 25 anos tem contrato com o Avaí até 2020.

“Eu renovei meu vínculo no começo do ano. Mas a gente sabe que tem muitas situações pela frente a serem definidas e isso só acontece depois dessa decisão que temos no sábado. Até lá, nem quero falar nada disso. O foco do elenco todo está em subir, para depois ver o que se apresenta. Quero poder colocar mais essa marca na minha carreira, se Deus quiser, voltar para casa na segunda-feira com esse acesso, poder abraçar minha filha que nasceu esse ano e tive pouco contato ainda por conta dos compromissos do Avaí, para depois sentar e decidir o que vier´´, finalizou.

 

 

Fonte: Atlante

 

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_