BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Libertadores: Borja festeja pelo Palmeiras artilharia de dois torneios e garotos da base seguem seus passos

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
São Paulo, SP, 10 de dezembro de 2018

Terminou no último domingo (9/12), com o título conquistado pelo River Plate em cima do rival Boca Juniors, a Libertadores de 2018. E um dos artilheiros do torneio continental foi Borja, do Palmeiras, com nove gols, ao lado de Wilson Morelo, do Independiente Santa Fe-COL.

Com a artilharia da Libertadores, Borja, atual camisa 9 do Verdão, se tornou o único jogador a ter sido o goleador máximo de duas diferentes competições em uma única temporada em toda a história palestrina e, de quebra, engordou a lista de artilharias que o clube acumula em diferentes categorias neste ano: além do profissional, o Sub 11, o Sub 13, o Sub 17 e o Sub 20 contaram com ao menos um atleta goleador em algum dos torneios disputados – algo inédito, pois nunca antes houve uma temporada com tantos artilheiros na base e no principal.

Além de Borja, o Palmeiras já teve outros quatro artilheiros ao longo de suas participações na Libertadores: Tupãzinho (1968, com 11 gols), Lopes (em 2001, com nove gols), Marcinho e Washington (ambos em 2006, com cinco gols cada). A outra competição em que o colombiano havia sido artilheiro nesta temporada fora o Campeonato Paulista, com sete gols marcados, de forma isolada.

Pelo Paulista de 2018, aliás, Borja não só foi o artilheiro da competição, como também foi o primeiro gringo a fazer parte deste hall nos últimos 105 anos – o último jogador de outra nacionalidade a ter sido o goleador máximo do Estadual anteriormente havia sido o britânico Whatley, do Mackenzie College, na edição de 1913 do torneio.

Jogador com mais gols no elenco palmeirense em 2018, com 20 bolas na rede (considerando todas as competições), Borja já entrou para a história do clube em suas duas temporadas disputadas até aqui. Com 30 gols marcados em 87 jogos desde que chegou, em 2017, ele integra o Top 100 de maiores artilheiros do Palmeiras em todos os tempos, na 98ª posição, ao lado de Marcinho e Osmar Cambalhota – do atual elenco, Dudu e Willian também fazem parte deste seleto grupo (47ª e 84ª posição, respectivamente), e também ocupa a 10ª posição dentre os estrangeiros com mais gols pelo Palmeiras.

Confira a seguir a lista de todos os artilheiros do Palmeiras em 2018 nas outras categorias:

Paulista Sub 11

O atacante Lucas Astolfi se tornou artilheiro do Campeonato Paulista Sub 11 com 19 gols marcados (a categoria chegou à final e ficou com o vice-campeonato). Além do futebol de campo, o garoto Astolfi também defende o clube no futsal – nesta modalidade, ele pertence a uma categoria acima (Sub 12), na qual sagrou-se campeão estadual contra o rival Corinthians – algo que aconteceu pela primeira vez após 21 anos.

Paulista Sub 13

Apesar da pouca idade, o menino Endrick já demonstrou ter estrela. Em 2017, pelo Sub 11, o atacante havia sido artilheiro do Campeonato Paulista, com 11 tentos – marcou inclusive o gol do título contra o Santos, na final, com expressivo público presente no Allianz Parque. Já em 2018, o jogador repetiu a artilharia no Estadual, desta vez no Sub 13, com 16 bolas na rede.

Paulista Sub 17

Fabrício fez temporada surpreendente em 2018. Só no Campeonato Paulista, o atacante sagrou-se artilheiro com impressionantes 36 gols – um detalhe curioso é que o vice-artilheiro do certame também foi do Verdão: Gabriel Silva, com 28 gols. Com esse número, Fabrício ficou a apenas um tento de igualar as 37 bolas na rede de Gabriel Jesus, recordista da categoria Sub 17. Mesmo assim, devido ao fato de ter marcado sete vezes na goleada maiúscula por 17 a 0 sobre o São José, nesta campanha do Paulista, o jogador se tornou, de forma isolada, o maior goleador da história do Sub 17 em um único jogo, superando Cardoso (1962), Souza (1964), Vicentinho (1965), Aníbal (2017) e Gabriel Silva (2018) – todos haviam marcado seis vezes em um mesmo duelo.

No entanto, vale lembrar que o recorde da base no geral em um mesmo ano, por qualquer categoria – inclusive as que, em outrora, já tiveram outras denominações –, ainda pertence ao jogador Mário Motta (42 gols em 20 jogos no ano de 1972). Mais tarde, o centroavante Mário chegou a figurar no time profissional e defendeu o Verdão na Segunda Academia dos anos 70, na vaga de César Maluco, atuando na campanha vitoriosa do Brasileirão de 1973.

Mundial de Clubes Sub 17

O ano de 2018 entrou para a história da base pelo fato de o Palmeiras ter conquistado uma de suas maiores glórias na categoria Sub 17: o Mundial de Clubes, na Espanha, após bater o Real Madrid por 4 a 2 na final. Principal destaque do torneio, Gabriel Veron fechou sua participação como o artilheiro isolado, com nove gols em seis jogos e, de quebra, ganhou também o prêmio de melhor jogador da competição. Vale lembrar que Veron, nascido em 2002, vem recebendo oportunidades no Sub 20 (inclusive na disputa da Copa RS) e já treinou com o profissional.

Brasileiro Sub 20

Rafael Elias, o Papagaio, foi um dos principais nomes da conquista do Campeonato Brasileiro Sub 20, título de expressão da base em 2018 conquistado no Allianz Parque, diante do Vitória – até então, conquista inédita da categoria. De quebra, Papagaio sagrou-se artilheiro com nada menos do que 12 gols marcados!

Figura conhecida da torcida devido suas passagens pelo time profissional, o jogador deixou boas lembranças: inclusive um gol marcado pelo time de cima, contra o Novorizontino, em 21/3/2018, no Campeonato Paulista. Vale lembrar que Papagaio, aliás, chegou a atuar em duas partidas pelo Brasileirão com o time principal neste ano (Sport e Flamengo no primeiro turno), o que lhe credencia ser dono de uma proeza: a de ter sido campeão brasileiro em uma mesma temporada por duas categorias distintas (neste caso, pelo Sub 20 e pela equipe profissional).

Copa do Brasil Sub 20

Outro jogador da base que já treinou no profissional, Leo Passos chegou a ser inscrito como o camisa 10 na Libertadores de 2017, quando tinha apenas 17 anos. Em 2018, o jogador, mais experiente, acabou perdendo boa parte da temporada devido a lesão sofrida ainda no primeiro semestre (ficou de fora do Campeonato Brasileiro por completo e de parte do Campeonato Paulista). Mesmo assim, o jogador não perdeu o ânimo nesta temporada e carrega o rótulo de ter sido o goleador máximo da Copa do Brasil Sub 20, com seis gols.

Fonte: assessoria de imprensa do Palmeiras

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_