BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Série A: Goleiro Santos entende que evoluiu muito com a camisa do Athletico e fez grande temporada

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
Curitiba, PR, 19 de dezembro de 2018

O Atlhetico Paranaense teve uma das principais temporadas da história. O Furacão conquistou o Campeonato Estadual e o inédito título da Copa Sul-Americana, garantindo a primeira taça internacional do Clube.

E para o goleiro Santos, 2018 nunca mais sairá da memória. Completando 10 anos da chegada ao CAT Alfredo Gottardi, ele foi o arqueiro titular da equipe principal rubro-negra. E missão dada é missão cumprida.

Neste ano, ninguém esteve mais tempo em campo pelo Furacão do que ele. No total, foram 5.070 minutos defendendo a meta rubro-negra, em 56 jogos disputados. Atuando de forma segura, foi peça fundamental na conquista da Sul-Americana, jogando todos os minutos das 12 partidas no torneio.

“Foi um ano muito bom, particularmente e também para o Clube. Tive a oportunidade de mostrar meu trabalho durante essa temporada e pude ajudar nestas duas conquistas importantes. Pude fazer grandes jogos e foi importante para mim´´, revelou Santos.

Santos participou do Campeonato Paranaense, Copa do Brasil, Sul-Americana e Campeonato Brasileiro.

“Quando eu saí de férias, tinha a expectativa de que 2018 seria um ano diferente para mim. Foi minha primeira temporada como titular e ter tido grandes atuações me dá confiança para seguir trabalhando e evoluindo´´, completou.

Mas, para chegar até este momento, Santos precisou de muito trabalho e perseverança. O jogador de 28 anos estreou profissionalmente em 2011 e soube esperar a hora para se firmar como titular.

“Sempre trabalhei forte, independentemente da situação, do momento. Eu sabia que quando tivesse minha oportunidade, precisaria mostrar meu trabalho. Pude fazer isso, evoluí muito durante os jogos e fiz boa temporada. Foi algo muito grande para mim´´, apontou o goleiro.

O título da Sul-Americana marcou o grupo rubro-negro na história do Clube. Mas para o goleiro Santos, a competição continental tem um sabor ainda mais especial.

Foi exatamente em uma Sul-Americana que Santos fez a estreia como profissional do Athletico Paranaense. Em 2011, o goleiro foi titular dos duelos contra o Flamengo, pela primeira fase do torneio.

“Eu fiz minha estreia na Sul-Americana em 2011. Os objetivos do Clube eram bem diferentes. Mas, depois de tanto tempo nesta mesma competição, levantar a taça foi muito especial. Pude fazer todos os jogos e ajudar esse grupo a fazer história no Clube´´, reforçou.

Para o camisa 1 do Furacão, a força do grupo foi fundamental para essa conquista.

“A união de todos os jogadores é algo que não tem nem como descrever. Foi algo muito bonito o que todos fizeram, sempre com muito trabalho e respeito. Isso fez a diferença´´, disse.

“Sabemos que jogador faz história e deixa a marca no Clube com títulos. Pudemos conquistar um dos títulos mais importantes do Athletico e para nós foi especial de mais. Coroamos o trabalho de toda a temporada´´, concluiu Santos.

Fonte: assessoria de imprensa do Athletico

 

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_