BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Série A: Com 50 jogos e líder em assistência pelo Athletico, Nikão festeja com título sul-americano

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
Curitiba, PR, 20 de dezembro de 2018

A temporada acabou de forma especial para o Rubro-Negro. Além do primeiro título internacional na história do Clube, a conquista da Copa Sul-Americana garantiu ao Athletico Paranaense uma vaga na fase de grupos da Libertadores e um vasto calendário para 2019.

Apesar de não ter participado da campanha do Campeonato Paranaense, que terminou também com o Furacão campeão, o meia Nikão teve bons números ao longo do ano. O camisa 11 disputou 50 jogos e foi líder em assistências da equipe, com nove passes para gols.

“Fiquei feliz por ter completado 50 jogos e ter ajudado a equipe a conquistar os objetivos. É um clube que eu tenho muito respeito e admiração´´, enfatizou.

Dos 50 jogos em que esteve em campo, 11 foram pelo torneio continental. Destes, dois marcaram a temporada de Nikão.

“Todo jogo tem importância, mas contra o Newell’s, na Argentina, foi especial. Perdíamos por 2 a 0 e eu pude fazer um gol que nos ajudou na classificação para a fase seguinte´´, citou.

Além do duelo em Rosário (ARG), a partida no Maracanã ficará para a história do meia rubro-negro. Na semifinal da Sul-Americana, Nikão marcou na vitória contra o Fluminense.

O gol teve homenageado. Naquele 28 de novembro, o filho do jogador, Thiago, completava mais um ano de vida.

“Eu pude jogar no Maracanã, em uma semifinal de competição internacional e conseguiu fazer um gol no dia do aniversário do meu filho. Foi um dia especial e que eu nunca vou esquecer´´, contou.

Além dos bons números e dos jogos marcantes, o título da Sul-Americana deixou Nikão ainda mais na história do Furacão. Desde 2015 no Rubro-Negro, o meia está perto dos 200 jogos pelo Athletico.

“É o desejo de todo jogador deixar o seu nome na história. Estou aqui para ajudar o Athletico. Esse título não foi fácil, mas desde o jogo contra o Peñarol sentíamos que seríamos campeões, porque formamos um grupo trabalhador e muito unido´´, finalizou.

Fonte: assessoria de imprensa do Athletico

 

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_