BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Série A2: Ex-Portuguesa, Allan Aal substitui Wilson Júnior no comando técnico do Nacional (SP)

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
São Paulo, SP, 04 de janeiro de 2019

Com pouco menos de 20 dias para a estreia no Campeonato Paulista da Série A2, o Nacional (SP) acabou surpreendido com a saída do técnico Wilson Júnior, que retornou ao São Bernardo, no último dia do ano anterior. Apesar do imprevisto, a diretoria do Naça agiu rápido e contratou o técnico Allan Aal, ex-Portuguesa. Além de Júnior, deixaram o clube da capital paulista o goleiro André Dias, os zagueiros Vinícius e Xandão, os laterais Edvan e Assis, os volantes Geandro e Fernando, os meias Raphael Luz e Léo Cereja e os atacantes Erick, Erivélton e Felipe Fumaça.

“Expectativa é a melhor possível. Até por se tratar de um clube que oferece uma estrutura muito boa, um clube tradicional e que vai comemorar seu centenário em 2019, que é uma motivação a mais para todos nós, tanto da comissão quanto jogadores. Muito bom também pelo fato do elenco já estar junto há algum tempo, com uma base que foi mantida e com trabalho já encaminhado”, disse o técnico Allan Aal.

Há 23 anos no futebol, sendo oito deles como treinador, Allan Aal chega ao Nacional (SP) para sua segunda passagem pelo estado de São Paulo. Na primeira, comandou a Portuguesa em 2018 e ajudou a equipe a se salvar do rebaixamento no Campeonato Paulista da Série A2. Antes disso a carreira dele se dividiu em equipes do Paraná: Rio Branco (PR), Coritiba (categorias de base) e Foz do Iguaçu (PR), quando se destacou após grande trabalho, que resultou no acesso.

“O equilíbrio. Quando se pergunta qual é o perfil, se é mais ofensivo, mais defensivo, respondo que no futebol, assim como quase tudo na vida, o equilíbrio é fundamental. Procuro montar uma equipe competitiva, aguerrida, que briga a todo instante pela vitória, mas sempre com muito equilíbrio, nem muito e nem pouco, mas sim uma equipe equilibrada”, ressaltou o novo comandante do Naça.

Em novembro de 2018 o técnico se transferiu da Lusa para o Cascável (PR), onde preparava o time do interior do Paraná para a disputa do Estadual deste ano. Ao receber a proposta do Nacional (SP), que tem como principal objetivo subir de divisão no ano de seu centenário. No Naça, Aal vai trabalhar com a comissão técnica fixa do clube. Na contramão dos demais treinadores, Aal chega ao Naça sem trazer outros profissionais.

“[A torcida pode esperar] muito profissionalismo, muita entrega, muita vontade de vencer, de fazer história aqui no Nacional-SP. É um clube centenário, com uma torcida que gosta muito, que é apaixonada, que acompanha e que ajuda. Meu tipo de entrega e profissionalismo durante o trabalho, durante os jogos, é quase que ao extremo. Sou aficionado pelo que faço e muito confiante no meu trabalho”, encerrou.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_