BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Paulistão: Jardine destaca a importância da vitória convincente do São Paulo na estreia diante da torcida

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
São Paulo, SP, 20 de janeiro de 2019

Desde 2015 o São Paulo não começava um Campeonato Paulista sentindo o gosto da vitória. Com o objetivo de acabar com essa escrita, o técnico André Jardine convenceu o grupo de que já era o momento de isso mudar e decretou: só sairemos do Pacaembu com a vitória. Foi melhor do que o treinador imaginou: 4 a 1 sobre o Mirassol, no sábado à noite (19/1).

“Antes do jogo, eu pensava muito que seria importante começar vencendo, atendendo a expectativa de todos. Não só para mim, mas para o clube, para o grupo, para a torcida, era importante começar bem. Fazia três anos que o time não começava ganhando no Paulista, e o time estava engajado nisso. Falei na Flórida que o jogo de hoje era o que precisávamos vencer´´, afirmou Jardine, emendando.

“A gente está num processo de entrosamento, os jogadores ainda estão se conhecendo, então alguns equívocos acabam acontecendo. Com certeza, a tendência é isso ir diminuindo. O time vem trabalhando forte e tem muito a evoluir´´, completou o treinador.

André Jardine ressaltou, também, o fato de os dois primeiros gols do Tricolor – marcados por Anderson Martins e Pablo, ambos de cabeça – terem sido originados de jogadas trabalhadas em treinamento. O primeiro foi em escanteio cobrado por Nenê, e o segundo em falta efetuada por Reinaldo.

“Na sexta-feira foi o primeiro dia em que a gente conseguiu treinar bola parada ofensiva. Na Flórida, a gente só treinou a defensiva. Eu realmente quero destacar a qualidade das batidas, temos bons batedores, como Reinaldo, Bruno (Peres), Nenê. Fazem a diferença. Temos bons cabeceadores também, Anderson, Arboleda, Pablo, Hudson´´, disse Jardine.

Questionado sobre a boa atuação do meia Nenê, que substituiu Hernanes na partida, o treinador tricolor exaltou a força do elenco e a importância de cada jogador para a sequência da temporada.

“Nenê foi muito bem. O fato de ter grandes jogadores no elenco me faz ter o tipo de dor de cabeça boa. O elenco é forte, temos jogadores de alto nível. Cabe a mim encontrar um momento de tornar o São Paulo competitivo e encaixar os melhores jogadores. Mas esse é o trabalho que eu vou ter a partir de agora, pensar jogo a jogo, e premiar quem está no melhor momento. Ao mesmo tempo preciso ter nível de organização, identidade, sem trocar de sistema tático´´, ressaltou Jardine.

Fonte: assessoria de imprensa do São Paulo

 

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_