BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Paulistão: Red Bull Brasil comemora o empate diante do poderoso Palmeiras logo na primeira rodada

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
Jarinu, SP, 21 de janeiro de 2019

O Red Bull Brasil sabia que não teria vida fácil na estreia diante do poderoso Palmeiras, mas também fez questão de dificultar a situação para o rival. No primeiro jogo das duas equipes no Paulistão, domingo (20/1), no estádio Moisés Lucarelli, tudo igual: 1 x 1.

Borja marcou o primeiro gol do jogo e Jobson empatou. Ambos ainda no primeiro tempo.

“Só dois jogadores que começaram o jogo iniciaram os treinos em dezembro. A maioria chegou em janeiro. A equipe se comportou do jeito que trabalhamos, os jogadores fizeram o que pedimos, mas do outro lado também tinha o campeão brasileiro. Estamos de parabéns pelo futebol apresentado e pelo resultado também´´, disse o técnico Antonio Carlos Zago.

Na próxima rodada, o Toro Loko viaja a Mirassol para encarar o time da cidade, na quinta-feira (24), às 17h30.

“O empate dá mais moral para o restante do campeonato, mas temos de levar para o lado bom. A equipe tem margem de crescimento pela qualidade dos jogadores. Espero que possamos melhorar e mostrar essa personalidade que mostramos no jogo diante do Palmeiras´´, completou o treinador.

O JOGO

Para quem só corneta os campeonatos estaduais, o jogo foi o famoso tapa na cara. Desde o começo, tanto Red Bull Brasil quanto Palmeiras buscaram atacar e mostraram qualidade com a bola.

O primeiro lance de perigo foi do Toro Loko. Osman deu a famosa caneta em Thiago Santos e a bola sobrou para Pio soltar a bomba, que passou bem perto.

O problema é que o primeiro gol foi do Palmeiras. Borja aproveitou cruzamento de Scarpa e cabeceou para o chão, sem chance para Julio Cesar.

Mesmo atrás, o time de Antonio Carlos Zago não se intimidou. Everton obrigou Weverton a trabalhar em cobrança de falta e Jobson não perdoou. Aos 34 minutos, o camisa 5 acertou um chutaço colocado. A bola ainda tocou a trave antes de entrar.

Os visitantes tentaram o troco com Dudu. Julio Cesar espalmou o chute rasteiro e Borja não conseguiu chegar para completar.

E quem esperava um Red Bull Brasil recuado na segunda etapa, se enganou. Com menos de um minuto, Everton por pouco não chega antes de Weverton para marcar.

Borja até marcou de novo, mas Felipe Pires, que havia dado o passe, estava impedido.

Os minutos foram passando e, até o fim, as duas equipes criaram chances de perigo. Pio quase marcou de falta, o Palmeiras devolveu com bolas paradas, mas os gols haviam acabado: 1 x 1 no placar.

FICHA TÉCNICA

Red Bull Brasil 1 x 1 Palmeiras

Local: Moisés Lucarelli, em Campinas

Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira

Público e renda: 10.389 / R$ 403.610

Cartões amarelos: Osman e Aderlan (Red Bull Brasil); Luan (Palmeiras)

Gols: Borja (13/1T) e Jobson (34/1T)

Red Bull Brasil
Julio Cesar; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger e Rafael Carioca; Jobson e Uillian Correira; Osman (Bruno Tubarão), Everton (Deivid) e Pio; Ytalo (Roberson)
Técnico: Antonio Carlos Zago

Palmeiras
Weverton; Mayke, Luan, Gustavo Gomez e Diogo Barbosa; Thiago Santos, Felipe Melo (Bruno Henrique) e Lucas Lima; Gustavo Scarpa (Felipe Pires), Dudu e Borja (Deyverson)
Técnico: Felipão

 

Fonte: assessoria de imprensa do Red Bull Brasil

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_