BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Paulistão: Sem vencer após seis rodadas e na zona do rebaixamento, Marquinhos Santos deixa o São Bento

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Futebol Caipira, por Luiz Ademar
Sorocaba, SP, 10 de fevereiro de 2019

Terminou o trabalho do técnico Marquinhos Santos no comando do São Bento. Neste domingo (10/2) pela manhã, após reunião com os dirigentes, na cidade de Sorocaba, ficou definido a sua saída do clube. A péssima campanha no Campeonato Paulista, onde somou apenas três dos 18 pontos disputados nas seis primeiras rodadas, foi a grande motivação para a mudança de rota no planejamento da cartolagem. O auxiliar Edson Borges também foi demitido.

Marquinhos Santos foi contratado no ano passado, durante a campanha da Série B do Campeonato Brasileiro, quando o São Bento havia caído vertiginosamente de produção com o vitorioso Paulo Roberto Santos e corria o risco de rebaixamento. Ele estava no Londrina e resolveu aceitar o desafio para trabalhar pela primeira vez no futebol paulista.

Em campanha de recuperação, Marquinhos Santos conseguiu dar a volta por cima no São Bento e impediu o rebaixamento para a Série C do Brasileiro. E, após a festa inicial, o treinador, a comissão técnica e os dirigentes passaram a fazer o planejamento para a temporada de 2019. E foi aí que todo mundo errou em grande escala.

Na reformulação do elenco para 2019, Marquinhos Santos e os dirigentes passaram a apostar em muitos veteranos, deixando o elenco experiente, mas lento e sem tanto potencial técnico. Muitos reforços, pouca qualidade, e muita preguiça em campo foi o que a torcida do São Bento acompanhou até o momento dentro de campo.

Na estreia no Paulistão, o São Bento ainda arrancou empate por 1 a 1 com o Botafogo, em Ribeirão Preto, gol do experiente Alecsandro. Porém, no primeiro duelo dentro de casa, foi severamente goleado pelo Santos por 4 a 0 e não viu a cor da bola. Um horror o desempenho da equipe, individualmente falando, e coletivamente também.

Depois, na terceira rodada, foi até a vizinha Itu e apanhou do rival Ituano por 2 a 0. A recuperação teria de ser feita na próximas partida, que seria em Sorocaba, e novamente o São Bento tropeçou: 1 a 1 com o São Bento.

No Pacaembu, diante dos reservas do São Paulo, perdeu por 1 a 0. E depois no sábado (9/2), outra vez em Sorocaba, não foi além de um empate sem gol diante da Ferroviária.

Com elenco repleto de jogadores acima dos 30 anos e muitos chegando quase lá, como Alecsandro, Henal, Tiago Luís, Walter, Diego Igo, Marcelo Cordeiro, Alex Maranhão e Éder Luís, o São Bento virou um time pesado. E no calor do início do ano ve se arrastando em campo, sem conseguir mostrar futebol.

A diretoria do São Bento promete anunciar nos próximos dias o nome do novo treinador. E tem muita gente na cidade de Sorocaba torcendo para que Paulo Roberto Santos volte, mais uma vez, para o comando do clube, o atual lanterna do Campeonato Paulista, com três pontos, ou seja, na 16ª colocação na tabela de classificação. Foram apenas dois gols marcados, contra nove sofridos, e uma campanha assustadora!

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_