BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Paulistão: Raphael Veiga volta a Fonte Luminosa, local do seu primeiro gol com camisa do Palmeiras

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
O jogador Raphael Veiga, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do CA Linense, durante partida válida pela quarta rodada, do Campeonato Paulista, Série A1, na Arena da Fonte.

Da Redação
São Paulo, SP, 16 de fevereiro de 2019

O Palmeiras enfrenta neste domingo (17/2) a Ferroviária, às 17 horas, em Araraquara, pela sétima rodada do Campeonato Paulista. E o estádio da Fonte Luminosa traz boas recordações a Raphael Veiga. Afinal, lá foi o palco onde o meia marcou o seu primeiro gol em jogo de campeonato pelo Verdão, há dois anos, no dia 19 de fevereiro de 2017. O adversário foi o Linense e a partida terminou 4 a 0 para o Alviverde.

“Foi um sonho de criança realizado. Sempre desejei fazer um gol pelo Palmeiras, time pelo qual torcia quando menino. Cheguei ao clube no começo de 2017, tudo era muito novo para mim, e pude fazer de início sete jogos. Ter feito aquele gol me deu muita confiança, me ajudou muito na adaptação´´, afirmou o atual camisa 23.

O momento foi tão especial ao atleta que virou tatuagem no seu antebraço esquerdo.

“Resolvi eternizar o meu sonho na pele. Sou eu comemorando, com o número 20 às costas. Vou trabalhar muito para ter mais momentos dignos de serem marcados com a camisa do Palmeiras´´, completou.

Na oportunidade, o Palmeiras foi a campo com Fernando Prass; Jean, Mina, Vitor Hugo e Egídio; Felipe Melo (Thiago Santos), Moisés (Keno), Michel Bastos, Raphael Veiga e Dudu; Willian (Barrios). Além de Veiga, Willian, Michel Bastos e Barrios deixaram suas marcas. O técnico era Eduardo Baptista.

Após ter feito 22 duelos e dois gols pelo clube em sua temporada de estreia (o primeiro gol foi logo no amistoso contra a Chapecoense, no dia 21 de janeiro), o meia foi emprestado ao Athletico Paraense em 2018, onde virou protagonista. Ao todo, além de peça fundamental no inédito título da Copa Sul-Americana, somou 48 embates, nove gols e oito assistências.

“Foi um ano muito bom para mim. Joguei bastante e pude ser campeão de torneio internacional. Volto mais maduro, mais cascudo e cheio de vontade de conquistar coisas grandes aqui. Será um ano que todos jogadores vão atuar e estou muito preparado´´, finalizou


Fonte: assessoria de imprensa do Palmeiras

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_