BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Paulistão: Determinação do Ituano, que derrotou o Mirassol com um a menos, anima Vinicius Bergantin

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
SP - PAULISTÌO/ITUANO X MIRASSOL - ESPORTES - Ituano e Mirassol, durante partida v‡lida pela 7» rodada do Campeonato Paulista 2019, realizada no est‡dio Dr. Novelli Jr., em Itu, S‹o Paulo, sexta-feira (14). 14/02/19 - Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/ITUANO FC

Da Redação
Itu, SP, 17 de fevereiro de 2019

O Ituano foi buscar a vitória por 2 a 0 contra o Mirassol, no estádio Novelli Júnior, no último sábado (16/2), pela sétima rodada do Campeonato Paulista, quando parecia impossível. Os dois gols saíram nos últimos 15 minutos da partida. O cenário era ruim até o artilheiro Morato balançar a rede, aos 33 minutos da etapa final. Antes, o Leão da Araraquarense já havia desperdiçado um pênalti, com Rodolfo, e o lateral esquerdo Peri, do Galo de Itu, havia recebido o cartão vermelho.

“Aquele momento era de bastante preocupação. Ainda mais pelo que o jogo tinha apresentado. Foi um suspense. Igual no começo, depois pênalti para eles não convertido. Tivemos boas chances no final do primeiro tempo. Voltamos bem do intervalo. E depois o jogo ficou perigoso com muitos contra ataques, de lá e cá. Aí veio a expulsão. Naquele momento houve tensão. Hoje em dia é difícil equipe com um a menos conseguir a vitória. Primeiro pensamos em não tomar gol. Os jogadores estão de parabéns pela vitória. Conseguiram muito mais do que era possível. Foi uma vitória que mostra o quanto este grupo esta comprometido em conseguir grandes coisas´´, comentou o técnico Vinicius Bergantin.

O artilheiro Morato explica o que sentiu quando o jogo estava ainda 0 a 0 e a chuva aumentando muito.

“A circunstância do jogo naquele momento não era favorável para nós. Parecia filme que eu mesmo tinha vivido aqui em 2017, contra a Ponte Preta, onde fui expulso. Depois de perder aquele gol ainda no primeiro tempo, isso me perturbou um pouquinho. Mas Deus tem me iluminado de forma que só tenho que agradecer. A bola sobrou e consegui fazer o gol. Isso deu motivação a mais na galera e buscamos o segundo gol. Conseguimos vitória difícil e importante´´, afirmou Morato que chegou a quatro gols no Paulista.

Com a vitória, o Ituano chegou aos 10 pontos e assumiu momentaneamente a liderança do grupo 4.

Os problemas do Ituano começaram já no aquecimento. O atacante Alemão sentiu o adutor e teve que ser substituído antes de iniciar a partida. Vinicius Bergantin mandou a campo Claudinho no seu lugar. O primeiro lance de emoção foi um pênalti marcado contra o Ituano. Numa finalização de Simião, ex-Ituano, Jonas entrou de carrinho e a bola claramente bateu no peito. O árbitro equivocadamente marcou pênalti. Rodolfo cobrou para fora.

Aos poucos o Ituano foi crescendo pelo lado esquerdo com Martinelli. Na primeira ele cruzou rasteiro para Claudinho finalizar por cima. Na segunda tentativa, Martinelli tocou para trás e Morato chutou no travessão. Após o intervalo, conforme a chuva aumentava, o jogo ficava mais perigoso. Morato e Correa finalizaram duas bolas de fora da área tentando surpreender o goleiro Thiago.

Até que aos 24 minutos, Peri cometeu falta dura e foi expulso. Naquele momento a chuva virou tempestade. E o que parecia piorar, clareou para o Ituano. Baralhas chutou forte de fora da área e o goleiro Thiago deu rebote. Morato acreditou no lance e abriu o placar.

“Tem coisas que não tem como explicar. Não posso dizer que é faro. Não posso dizer que é oportunismo, porque não é. É inexplicável. Eu estava cansado. Tinha puxado o contra ataque. Quando parti no chute do Baralhas, eu não sabia se ia conseguir chegar no lance. De verdade, é inexplicável. O gol foi incrível. Com a chuva foi de lavar a alma´´, explicou Morato.

O segundo gol saiu logo em seguida com o zagueiro Léo após cobrança de escanteio.

“Os cobradores de bola parada do nosso time são bons. Eles variam no primeiro pau e para o segundo pau. O Morato cobrou muito bem. O Martinelli desviou e eu estava no lugar certo, no momento certo para fazer o gol´´, explicou Léo.

Mesmo debaixo de temporal e completamente encharcados, os 570 torcedores do Ituano vibraram e fizeram festa nas arquibancadas.

“Foi jogo difícil e sabíamos que o Mirassol vinha com proposta ofensiva de contra ataque. Nós não podíamos entrar no jogo deles. Infelizmente isso acabou acontecendo em algum momento. Ainda ficamos com um a menos, o que é complicado. Eu falei no vestiário. Hoje foi um jogo de vontade, de raça e de superação. A chuva atrapalhou muito. Mas isso mostra a força do nosso grupo´´, falou Léo.

O Ituano conquistou a terceira vitória na competição e se aproximou da primeira meta que são os 12 pontos.

“Nós nos aproximamos do primeiro objetivo. Sabemos da dificuldade dos cinco jogos que faltam. Esta vitória nos coloca quase fora da possibilidade de rebaixamento e incomoda os adversários do nosso grupo. É momento diferente do campeonato. Estávamos na parte debaixo na classificação geral e agora colocamos pressão em quem está na parte debaixo´´, afirmou Vinicius Bergantin.

Fonte: assessoria de imprensa do Ituano

 

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_