BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Paulistão: Em dois jogos na primeira fase, São Bento tem missão quase impossível contra a queda

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Da Redação
Sorocaba, SP, 12 de março de 2019

Ainda sem vencer e na lanterna do Paulistão, o fraco elenco do São Bento volta a campo nesta sexta-feira (15/3), para encarar, fora de casa, o quase imbatível Red Bull Brasil. O duelo acontece àss 18h45, no Estádio Moisés Lucarelli (campo da Ponte Preta), em Campinas, válido pela 11ª e penúltima rodada da primeira fase da competição.

Em busca da primeira vitória no estadual e, assim manter viva a chance de permanecer na primeira divisão, o Bentão tentará vencer o Red Bull Brasil, fora de casa, pela segunda vez na história. O único triunfo sobre o Toro Loko na condição de visitante foi há seis anos, pelo placar de 3 a 0, gols de Rodrigo (2) e Tiago Tremonti, jogo realizado no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas, partida válida pela 12ª rodada da Copa Paulista de 2013. Naquela oportunidade, Edson Vieira era o técnico do Azulão.

Retrospecto negativo

São Bento e Red Bull Brasil se enfrentaram 14 vezes na história, com retrospecto favorável ao time campineiro, que tem o dobro das vitórias do Bentão. São seis triunfos do Toro Loko, contra três do Azulão, além de cinco empates. O Touro Vermelho assinalou 20 gols, contra 15 do time sorocabano. Apesar do histórico negativo, São Bento não perdeu os três últimos confrontos, com uma vitória e dois empates.

No encontro mais recente entre eles, houve empate por 2 a 2, em Campinas, no Moisés Lucarelli, pela segunda rodada da fase de grupos do Troféu do Interior do Paulistão do ano passado. Edmilson fez os dois gols do Red Bull Brasil, enquanto que Moraes e Rogério assinalaram os gols dos beneditinos. Na oportunidade, Paulo Roberto Santos era o treinador do São Bento.

Cenário

O São Bento, do técnico Silas, segura a lanterna do Paulistão, com apenas quatro pontos conquistados em 10 jogos – quatro empates e seis derrotas. O Bentão, que luta desesperadamente para não se rebaixado à Série A2 (segunda divisão), esta três pontos atrás do Botafogo, primeiro fora do Z2. Beneficiado com o confronto direto entre Mirassol e Botafogo, se vencer o Red Bull Brasil, o Azulão ainda lutará por sua permanência, em casa, diante do Bragantino, na última rodada.

O Azulão vem de derrota para a Ponte Preta, em casa, por 2 a 1, revés que lhe custou caro em todos os sentidos, pois se ao menos tivesse empatado com a Macaca, o Red Bull Brasil, seu adversário desta sexta-feira, estaria classificado à próxima fase com três rodadas de antecedência.

Ainda não classificada matematicamente, a equipe de Campinas, comandada por Antonio Carlos Zago, precisa dos três pontos diante do São Bento para garantir sua vaga antecipada na fase de quartas de final sem ter que precisar torcer por tropeço da Ponte Preta no clássico campineiro com o Guarani, que acontece no sábado (16), às 19 horas, também no Moisés Lucarelli.

Invicto em casa, sem perder há oito jogos e vindo de duas vitórias seguidas, o Red Bull Brasil aparece na segunda posição do grupo A, com 21 pontos, cinco de vantagem sobre a concorrente e conterrânea Ponte Preta, terceira colocada. O Touro Vermelho esta apenas dois pontos atrás do classificado Santos, o líder da chave.

Na classificação geral, o Toro Loko tem a segunda melhor campanha desta primeira fase, apenas atrás do Santos, que soma 23 pontos. Na rodada passada, o Red Bull Brasil derrotou o Oeste por 2 a 1, fora de casa.

Fonte: Luiz Carlos Éden – Sorocaba (SP)

 

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_