BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Série D: Após ser destaque no Catarinense, goleiro Tom fecha com o São Caetano por empréstimo

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Goleiro já tem experiência na competição pelo Novorizontino e alerta os desafios do Azulão na Série D. Foto: Fabrício Corttinove

Da redação
São Caetano do Sul, 27 de abril de 2019

A uma semana da estreia, o São Caetano não para de trazer reforços para a disputa da Série D. Desta vez, o Azulão apresenta o goleiro Tom, que chega por empréstimo do Marcílio Dias (SC) até o fim do Brasileirão.

Com passagens por Flamengo (SP), Joseense, Grêmio Barueri, o goleiro de 30 anos disputou os últimos jogos pelo Marcílio Dias (SC). A equipe catarinense foi um dos destaques, de clubes de menor expressão no estado. Tom foi escolhido como o segundo melhor jogador da posição no Campeonato Catarinense deste ano, após participar de 18 jogos e tomar 14 gols, com a terceira defesa menos vazada da competição.

Ele chega para lutar pela titularidade da equipe do Azulão, que não teve uma boa fase no Campeonato Paulista da Série A1, com o rebaixamento para o segundo nível em 2020. Ao seu lado ele terá a companhia dos arqueiros Douglas, Jacsson e Luiz Daniel. O goleiro afirmou que sempre teve o sonho de jogar com a camisa do Pequeno Gigante, desde os tempos que vestia a camisa de times amadores da cidade.

“A expectativa é das melhores possíveis. Um clube em que sempre tive vontade de jogar. Quando era mais jovem atuava nas equipes de clubes da cidade como Barcelona, Santa Maria e Águias. Desde então, coloquei na minha cabeça que um dia iria jogar neste clube tradicional. “, disse o jogador, que ainda completou. “Brincava que quando fizesse uma defesa a torcida iria vibrar junto comigo. Agora estou feliz, perto da minha casa e da minha família. Se tiver a oportunidade, espero fazer o meu máximo e honrar a camisa deste time assim como os grandes goleiros do passado fizeram”, afirmou.

O goleiro já teve participações na Série D, especialmente com o também clube paulista, o Novorizontino. Ele alerta para as dificuldades da competição e que a equipe comandada por Luiz Gabardo vai precisar para passar pela primeira fase. “A primeira fase é bem complicada. Acredito que pegamos a chave mais difícil de todo campeonato. Mas a gente crê no que está sendo plantado em relação ao trabalho. No dia 5, se Deus quiser, vamos começar com o pé direito rumo ao nosso acesso”, contou.

O São Caetano estreia contra o Caxias (RS) no próximo domingo (5) em Caxias do Sul no estádio Centenário às 16 horas. Ao lado de Tubarão (SC) e Cianorte (PR), as equipes se enfrentam entre si em turno e returno, os dois melhores se classificam a próxima fase.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_