BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Cambodia: Goleiro Leonardo Tavares explica a oportunidade de jogar pelo Phnom Penh Crown

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
O atleta também tem que lidar com a ausência da família e amigos. A diferença de horário de Cambodia para o Brasil são de 10 horas, por esse motivo, muitas vezes Léo não consegue se comunicar com seus pais. Foto: Clube Phnom Penh Crown

Da redação
20 de maio de 2019

Mudar de país nem sempre é fácil, mas para um atleta profissional é comum ter que se adaptar a diversos países, cidades, culturas e métodos de trabalhos diferentes. Há 5 meses Leonardo Tavares busca se adequar a todas as diferenças do continente asiático. Aos 23 anos o atleta foi contratado pelo Phnom Penh Crown, de Cambodia.

Carioca e com passagens pelas categorias de base de Botafogo e Flamengo, o goleiro chegou ao clube vendo como uma grande oportunidade profissional. Apesar de já ter experiencia no exterior, a Ásia é um desafio e tanto para o atleta.

Longe de casa, o goleiro se apegou no dia a dia de treinos, foram três meses de pré-temporada, recebeu elogios do grupo e da torcida, ganhou confiança, mas as dificuldades ainda são muitas. Alimentação, fuso horário, cultura, fazem parte do dia a dia de Léo, que aos poucos tenta lidar com todas as situações adversas. “No primeiro mês foi bem difícil, ter que se acostumar com a forma de vida, alimentação e comunicação dificultaram bastante. Hoje já estou bem mais acostumado, consigo entender e falar melhor o inglês, o que me dá a possibilidade de me comunicar melhor com meus companheiros”.

Seguindo em adaptação, Léo define essa oportunidade como valiosa. Para o goleiro, atuar no continente asiático é o sonho de muitos atletas, e que pode ser essencial para o amadurecimento tanto na parte pessoal quanto profissional.
“Essa foi uma ótima oportunidade na minha carreira, é muito valiosa para qualquer atleta, não pensei duas vezes quando recebi a proposta. Tenho muito a ganhar aqui, experiencia, amadurecimento, profissionalismo. Estou muito feliz de estar jogando na Ásia, por isso sigo trabalhando firme para poder dar saltos cada vez maiores”.

Tavares ainda enaltece o país, toda receptividade dos asiáticos, da torcida, estrutura que o clube oferece aos atletas e toda diretoria do clube. “Fui muito bem recebido quando cheguei aqui, tanto pelos torcedores quanto os jogadores, staff em geral… O clube tem uma estrutura boa pra trabalhar e seguir crescendo, todo atleta precisa de uma boa estrutura e aqui eu encontrei tudo… Espero retribuir sempre da melhor forma dentro de campo por tudo que eles me oferecem”.

No Campeonato do Cambodia, a C-League, o Phnom Penh Crown está na 10ª colocação com 9 pontos conquistados. No próximo domingo (26), a equipe de Léo tem um confronto direto diante do Kirivong Sok Sen Chey pela 9ª rodada.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_