BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Covid-19: Ídolos do Internacional (RS) doam 10 toneladas de alimentos em Porto Alegre (RS)

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Craques de diferentes gerações do Colorado se unem em prol da solidariedade, em Porto Alegre (RS) - Crédito: Diego Varas

Craques de diferentes gerações do Colorado se unem em prol da solidariedade, em Porto Alegre (RS) – Crédito: Diego Varas

Da Redação com Agência Brasil
Porto Alegre, RS, 10 de abril de 2020

Quando três ídolos e craques se reúnem, o torcedor sempre espera pelo golaço. D’Alessandro, Tinga e Dunga não decepcionaram a torcida e marcaram um de placa. Os ídolos do Internacional juntaram forças para doar 10 toneladas de alimentos para o Sacolão da Chácara, no bairro da Restinga, em Porto Alegre (RS). O montante foi distribuído para instituições a fim de ajudar famílias com dificuldades diante da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Os alimentos foram arrecadados pelo trio em conjunto com o Ceasa de Porto Alegre. Dunga lançou com Tinga o “Desafio do Bem” para conseguir os donativos e D’Alessandro completou o time. Do trio, apenas o argentino ainda atua nos gramados brasileiros. Apesar de respeitar a quarentena, ele não deixa de trabalhar. Desde o início da pandemia, o camisa 10 colorado vem divulgando em suas redes sociais vídeos e mensagens a favor do isolamento e apoiando seus seguidores na luta para frear a disseminação do coronavírus.

Em um dos vídeos, D’Alessandro aparece junto a ícones do futebol sul-americano como Martin Palermo, Pablo Aimar, Fabián Ayala, Lucas Pratto e Diego Aguirre falando sobre a importância de todos ficarem em casa para evitar a propagação da doença. O próprio D’Alessandro também publicou outra gravação falando sobre o assunto. “É um momento difícil, complicado para todos nós, Brasil e Argentina, meu país, e para o mundo todo por conta do coronavírus. A gente teve que parar de trabalhar, de fazer a nossa rotina, ter que ficar em casa e é o que a gente deve fazer”, explicou o argentino.

“Nós temos a obrigação de fazer a coisa certa e a coisa certa são as indicações dos médicos, seguir as indicações dos profissionais que sabem o que está acontecendo, que sabem o que poderá vir daqui pra frente. Só nós podemos evitar que aumente, só nós podemos evitar que tenha menos gente doente, contagiada. Então fique em casa, volto a repetir, siga as indicações dos profissionais, liga a TV, vê como está acontecendo, como está aumentando em diferentes países. Nós somos encarregados de fazer a nossa parte”, disse o camisa 10 do Internacional (RS).

Ainda no embalo da quarentena, D’Alessandro lembrou que na última segunda-feira (06) foi o Dia Mundial da Atividade Física e destacou, também em vídeo, a importância de não ficar parado mesmo em época de confinamento. Em sua conta oficial no Instagram, D’Alessandro registrou a doação das 10 toneladas de alimentos e deu o recado: “Façam o bem, da forma que puderem, mas façam por quem precisa de ajuda”.

“Eu, como atleta, estou acostumado a desafios. Hoje queria desafiar todos vocês a fazer atividade física em casa. É importante nesse período de dificuldade mantermos a nossa rotina de exercícios e treinos em casa. É importante para a nossa saúde do corpo e da mente. Aceitam o desafio? Um abraço para todos. Fiquem bem e fiquem em casa”, concluiu.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_